J.J. Abrams estaria arrependido por ter se recusado a dirigir mais um Star Wars

J.J. Abrams estaria arrependido por ter se recusado a dirigir mais um Star Wars

 

O diretor J.J. Abrams está respirando melhor, após superar a difícil pressão de entregar um filme à altura da trilogia original de “Star Wars”. Mas o suspiro de alívio também fez cair a ficha. Enquanto “Star Wars: O Despertar da Força” segue arrancando elogios e quebrando recordes mundiais de bilheteria, Abrams começa a lamentar sua decisão de ter recusado o convite para continuar à frente da franquia e dirigir o “Episódio VIII”.

Quem fez a confidência foi o ator Greg Grunberg (minissérie “Heroes Reborn”), amigo de longa data e talismã de Abrams – ele atuou em todos os filmes do diretor, inclusive em “Star Wars”. Segundo Grunberg, a reação do cineasta ao ler o roteiro do próximo filme foi de arrependimento profundo. “Ele leu e disse uma coisa que ele nunca diz, mesmo. Ele disse: ‘É tão bom que eu queria estar dirigindo’. Eu nunca o vi expressar tanto arrependimento assim.”

Ainda que Abrams tenha optado por passar o cargo, ele continuará na franquia, participando da equipe de produção dos próximos filmes. O “Episódio VIII” tem roteiro e direção de Rian Johnson (“Looper: Assassinos do Futuro”) e até Daisy Ridley, intérprete de Rey, já declarou, sem emitir detalhes, que a história é “muito boa”. A estreia está marcada para 26 de maio de 2017.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.