Brasileiro O Menino e o Mundo está entre os pré-selecionados ao Oscar de Melhor Animação

Brasileiro O Menino e o Mundo está entre os pré-selecionados ao Oscar de Melhor Animação

 

O filme brasileiro “O Menino e o Mundo” é um dos 16 filmes pré-selecionados para disputar uma indicação ao Oscar 2016 de Melhor Animação. A lista divulgada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood traz o filme do cineasta paulista Alê Abreu ao lado de oito blockbusters americanos, um drama indie de stop motion, três coproduções europeias e três longas japoneses.

“O Menino e o Mundo” se destaca pelo uso criativo da animação, e pela forma como usa a fantasia e a inocência para abordar os problemas que afetam o mundo atual, como a globalização, a crise econômica e a perda de valores.

Na disputa pela indicação, ele enfrentará longas considerados favoritos à indicação, como “Divertida Mente”, “Quando Marnie Esteve Aqui”, “Anomalisa”, “Minions”, “Shaun, o Carneiro”, “O Profeta” e até os inéditos “O Bom Dinossauro” e “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme”. Apenas cinco filmes da lista seguirão para a premiação do Oscar.

Os indicados definitivos serão anunciados em 14 de janeiro e a cerimônia de entrega do troféu será celebrada em 28 de fevereiro, em Los Angeles.

Confira, abaixo, a lista completa dos pré-selecionados ao Oscar 2016 de Melhor Animação:

“Anomalisa” (EUA)
“The Boy and The Beast” (Japão)
“O Menino e o Mundo” (Brasil)
“O Bom Dinossauro” (EUA)
“Cada Um na Sua Casa” (EUA)
“Hotel Transilvânia 2” (EUA)
“Divertida Mente” (EUA)
“O Profeta” (EUA/França/Canadá/Líbano)
“The Laws of the Universe – Part 0” (Japão)
“Minions” (EUA)
“Os Moomins na Riviera” (Finlândia/França)
“Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme” (EUA)
“Regular Show – The Movie” (EUA)
“Shaun, o Carneiro” (Reino Unido/França)
“Bob Esponja – Um Herói Fora D’Água” (EUA)
“As Memórias de Marnie” (Japão)

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna