Eunice Gayson (1928 – 2018)

Eunice Gayson (1928 – 2018)

 

Morreu Eunice Gayson, atriz britânica que interpretou a primeira Bond Girl dos filmes da franquia 007. Ela tinha 90 anos e a causa da morte não foi divulgada.

Eunice ficou famosa por dar vida à personagem Sylvia Trench não apenas no primeiro, mas nos dois filmes que inauguraram a franquia do famoso espião britânico: “007 Contra o Satânico Dr. No” (de 1962) e “Moscou contra 007” (de 1963).

A morte foi divulgada pelos produtores Michael G. Wilson e Barbara Broccoli em um comunicado divulgado no perfil oficial da franquia no Twitter. “Estamos muito tristes de saber que Eunice Gayson, nossa primeira ‘Bond girl’, que interpretou Sylvia Trench em ‘Dr. No’ e ‘Moscou contra 007’, faleceu. Nossos sinceros sentimentos estão com toda a família”, disse o comunicado.

A personagem da atriz não foi uma Bond Girl qualquer. Ela foi par romântico do espião britânico, na época vivido pelo ator Sean Connery. A atriz revelou, em 2012, em entrevista à BBC, que em sua estreia no papel o ator estava muito nervoso e quase não conseguiu falar a famosa frase “Bond. James Bond”, que acabou virando marca do personagem.

Sylvia Trench não saiu dos romances originais de Ian Fleming. Ela foi inventada pelo roteirista Richard Maibaum e os produtores pretendiam que ela tivesse presença regular nos filmes, como uma piada recorrente em que Bond teria que voltar para casa antes de as coisas esquentarem com outras mulheres. A ideia foi descartada durante o desenvolvimento de “007 Contra Goldfinger” e a personagem nunca mais reapareceu.

Uma curiosidade é que, apesar do papel proeminente, Eunice não pôde usar sua própria voz nos filmes. Na época, era comum que as Bond Girls tivessem suas falas dubladas pela artista Nikki van der Zyl.

Além dos dois filmes de James Bond, a atriz também participou de outros trabalhos no cinema, como “A Vingança de Frankenstein” (de 1958), clássico de terror do estúdio Hammer, além de ter participado da série clássica “O Santo” (The Saint) nos anos 1960, atuando ao lado de outro 007, o ator Roger Moore, que substituiria Sean Connery no papel do espião no cinema.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Change privacy settings