Lucifer é cancelada na 3ª temporada, deixando a série sem final

Lucifer é cancelada na 3ª temporada, deixando a série sem final

 

A Fox cancelou a série “Lucifer”, que assim encerra sua produção na 3ª temporada.

A informação foi adiantada pelo protagonista da série, o ator Tom Ellis, em uma mensagem compartilhada no Twitter.

“Foi a experiência mais incrível interpretar Lucifer e me apaixonar por vocês, os fãs, nos últimos três anos”, escreveu o ator. “Me enche de tristeza confirmar os rumores sobre os quais alguns de vocês estavam perguntando. A Fox realmente cancelou Lucifer. Sinto muito, pessoal”.

A mensagem levou os fãs da série ao desespero, já dando indícios de que não faltarão campanhas para sua continuação em outro canal – ou melhor, plataforma de streaming, para onde as esperanças estão voltadas.

A série chega ao fim com uma média de 3,2 milhões de telespectadores e 0,8 ponto na demo (a faixa demográfica de adultos entre 18 e 49 anos, mais relevante para os anunciantes). Cada ponto equivale a 1,3 milhões de adultos na medição da consultoria Nielsen.

O último episódio vai ao ar na próxima quarta-feira (16/5) nos Estados Unidos. Mas, embora conclua as jornadas de alguns personagens, não foi concebido para encerrar a série e frustrará os fãs.

O produtor executivo Joe Henderson revelou que o final será “um cliffhanger enorme”. A ideia era convencer a Fox a renovar a série pelo menos para concluir a história, mas a estratégia se voltou contra eles. “Sinto muito”, escreveu Henderson pelo Twitter, pedindo desculpas pela falta de conclusão da trama.

No Brasil, “Lucifer” é exibida com bastante atraso pelo canal pago Universal. Assim, a notícia chega junto da realização de um evento do canal na Av. Paulista para divulgar a série, previsto para domingo (13/5). #badtiming.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna