Susan Anspach (1942 – 2018)

Susan Anspach (1942 – 2018)

 

A atriz Susan Anspach morreu em sua casa, em Los Angeles, na segunda-feira (2/4), aos 75 anos de idade por complicações de uma doença arterial coronariana. A notícia foi compartilhada na quinta por seu filho, Caleb Goddard.

Estrela efervescente dos anos 1970, Susan Anspach iniciou a carreira no teatro nova-iorquino, participando da montagem original de “Hair”, como a hippie Sheila. Ela estreou no cinema junto com a Nova Hollywood, despontando em dois clássicos contraculturais: “Amor Sem Barreiras” (1970), de Hal Ashby, e principalmente “Cada um Vive como Quer” (1970), de Bob Rafelson, no papel de uma pianista que se envolve com o personagem de Jack Nicholson, embora estivesse noiva do irmão dele.

Ela também estrelou “Sonhos de um Sedutor” (1972), de Herbert Ross, como a ex-mulher excêntrica de Woody Allen, e “Amantes em Veneza” (1973), de Paul Mazursky, trocando o marido mulherengo (George Segal) por um músico desempregado (Kris Kristofferson).

Após uma passagem por produções televisivas, ela voltou a chamar atenção como uma dona de casa entediada que fuge para acompanhar um bando de ciganos iugoslavos no clássico “Montenegro” (1981), de Dusan Makavayev.

Seu currículo também incluiu “O Grande Engano” (1978), com Richard Dreyfuss, “Michael X Michael (1979), com Michael Douglas, “O Diabo e Max Devlin” (1981), com Elliott Gould, e “Back to Back” (1989), com Bill Paxton. Ela ainda fez algumas participações em filmes até 2010, mas sem a mesma projeção.

Anspach foi casado com o ator Mark Goddard (o Major Don West, de “Perdidos no Espaço”) e com o músico Sherwood Ball.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna