Detetive da série The Missing vai ganhar seu próprio spin-off

Detetive da série The Missing vai ganhar seu próprio spin-off

 

A série britânica “The Missing” vai ganhar um spin-off centrado no ex-inspetor Julien Baptiste, o detetive interpretado por Tchéky Karyo, que roubou a cena nas duas temporadas da atração.

O personagem francês, que foi o investigador principal no desaparecimento da 1ª temporada de “The Missing” e explorou o retorno surpresa da 2ª temporada, parecia estar morrendo no último episódio. No entanto, se recuperou o suficiente para correr atrás de um novo caso.

Desta vez, ele não deve investigar um desaparecimento, por isso os irmãos Jack e Harry Williams resolveram alterar o nome da série para “Baptiste”, como o personagem.

O spin-off vai acompanhar Baptiste e sua esposa em uma visita a Amsterdã, quando a chefe de polícia, que por acaso é uma ex-namorada do veterano policial, procura sua ajuda em um caso que o conduz por ruas e canais de Amsterdã até o submundo da capital holandesa.

As gravações vão acontecer no final do ano em Amsterdã e na Bélgica, com produção da rede pública britânica BBC.

Em declaração no comunicado da produção, Karyo disse que o personagem era “muito querido” para ele. “Estou muito animado por seguir sua jornada até as ruas de Amsterdã e ver que segredos sombrios ele revela dessa vez. Sem dúvida, ele continuará a assumir grandes riscos, tudo em nome da justiça”, acrescentou.

O diretor executivo da BBC Piers Wenger acrescentou: “Julien Baptiste – interpretado pelo excepcional Tchéky Karo – é uma das maiores criações dos irmãos Williams e totalmente merecedora de sua própria série. Esta primeira série de Baptiste nos permitirá descobrir mais sobre Julien do que nunca, já que ele cai de pára-quedas no centro de uma história de crime chocante e abrangente”.

“Baptiste” só deve estrear em 2019.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna