Benedict Cumberbatch surta no pôster e no novo trailer da minissérie Patrick Melrose

Benedict Cumberbatch surta no pôster e no novo trailer da minissérie Patrick Melrose

 

O canal pago americano Showtime divulgou o pôster oficial e um novo trailer da minissérie “Patrick Melrose”, em que Benedict Cumberbatch ensaia o que promete ser uma performance consagradora. Ele surta, ao som de “London Calling”, da banda The Clash, lembrando a infância com um pai marcante – que lhe deixou marcado por traumas. A montagem frenética mistura diferentes fases da vida do personagem, evocando o fato de a minissérie atravessar décadas.

“Patrick Melrose” é baseada na coleção de romances de Edward St. Aubyn sobre o personagem-título, um aristocrata que teve uma infância profundamente traumática e que, enquanto luta para superar os danos infligidos por seu pai, precisa decidir se mergulha na vida de playboy escandaloso ou se torna um homem de família.

A adaptação transforma cada livro da coleção num episódio diferente, mudando de década a cada capítulo. Serão, ao todo, cinco episódios escritos pelo roteirista David Nicholls (“Um Dia”, “Longe Deste Insensato Mundo”), que chamou Cumberbatch de “o Patrick Melrose perfeito”.

Por sinal, o ator já tinha dito, numa entrevista de 2013, que Patrick Melrose era o personagem literário que ele mais gostaria de interpretar.

O elenco também inclui Hugo Weaving (“Até o Último Homem”) como o pai de Melrose, Jennifer Jason Leigh (“Os Oito Odiados”) como sua mãe, Anna Madeley (“Na Mira do Chefe”) como sua mulher, além de Allison Williams (“Corra!”), Blythe Danner (“Entrando numa Fria”), Pip Torrens (série “The Crown”), Jessica Raine (série “Call the Midwife”), Prasanna Puwanarajah (série “Doctor Foster”), Holliday Grainger (série “The Borgias”), Indira Varma (série “Game of Thrones”) e Celia Imrie (“O Bebê de Bridget Jones”).

A direção é do alemão Edward Berger (série “Deutschland 83”) e a estreia está marcada para 12 de maio nos Estados Unidos.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna