Quadrinhos do criador de Deadpool vão virar filmes da Netflix

Quadrinhos do criador de Deadpool vão virar filmes da Netflix

 

O artista de quadrinhos Rob Liefeld, que criou Deadpool, Cable e X-Force, fechou contrato com a Netflix para a produção de filmes baseados nos personagens de seu Extreme Universe, que ele lançou após sair da Marvel. O próprio Liefeld publicou uma imagem em sua conta de Instagram comemorando o acordo. Confira abaixo.

O projeto já começou “bem”, com a contratação de Akiva Goldsman para comandar uma sala de roteiristas responsável pela adaptação. Para quem não lembra – ninguém da Netlix lembrou, por exemplo – , este é o mesmo Akiva Goldsman que, à frente de uma sala de roteiristas, criou o pior e menos lucrativo de todos os “Transformers” da Universal no ano passado – indicado a várias Framboesas de Ouro. Ele também foi o autor da adaptação de “A Torre Negra”, que conseguiu transformar uma das obras mais celebradas de Stephen King num fracasso de bilheteria.

Mas Liefeld já tinha anunciado a parceria antes de cair “A Torre Negra” e “Transformers: O Último Cavaleiro” se transformar mesmo no último da franquia. O projeto veio à tona em janeiro do ano passado e, desde então, vinha sendo negociado com interessados.

Podem não ter sido muitos. Afinal, o primeiro lançamento do Extreme Studios, de Liefeld, a revista “Youngblood”, foi considerada a pior criação de quadrinhos de super-heróis dos anos 1990. O desenhista culpou o roteirista Hank Kanalz, que foi demitido. E, como resultado, os números posteriores ficaram… ainda piores. Ele acabou mudando o nome da empresa para Awesome Comics em 1997 e… a empresa faliu três anos depois.

Depois de uma década na Marvel e DC, ele resolveu ressuscitar o Extreme Universe, que agora reúne seis publicações diferentes com mais de 50 personagens. De acordo com um comunicado de Scott Stuber, responsável pela divisão de filmes da Netflix, a expectativa é que o estilo “subversivo” desses quadrinhos encontre o mesmo sucesso conquistado nos cinemas por Deadpool.

“O Extreme Universe de Rob Liefeld apresenta boas histórias e personagens únicos. A voz criativa de Akiva tem estado por trás de algumas das maiores franquias do cinema, tornando-o excepcionalmente capaz de ajudar a dar vida a esses super-heróis na Netflix.”

Além de “Transformers” e “A Torre Negra”, Akiva Goldsman também ajudou a cancelar as franquias “O Chamado”, “Divergente” e “A 5ª Onda”, que teriam continuações. Deve ser a isso que Scott Stuber se refere em seu comunicado, quando o coloca “por trás de algumas das maiores franquias do cinema”.

Ainda não há previsão para o início de produção dos filmes ou data de lançamento.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna