Sex and the City: Kim Cattrall ataca “hipócrita” Sarah Jessica Parker nas redes sociais

Sex and the City: Kim Cattrall ataca “hipócrita” Sarah Jessica Parker nas redes sociais

 

Rolou um climão nada amistoso entre as atrizes da antiga série “Sex and the City” nas redes sociais. A atriz Kim Cattrall, que interpretava a fogosa Samantha, deixou bem claro sua rivalidade com Sarah Jessica Parker, a protagonista Carrie. Em seu Instagram, ela recusou uma mensagem de condolência vinda da ex-colega pela morte de seu irmão. “Eu não preciso de seu amor e de seu apoio neste momento trágico”, publicou Cattrall no sábado (10/2).

Durante a semana passada, Cattrall tinha feito um agradecimento pelas mensagens de apoio de seus fãs e das companheiras de elenco da série. E Jessica resolveu acrescentar um comentário, lamentando a perda: “Querida Kim, meu amor e minhas condolências para você e sua família. Que Deus esteja com seu amado irmão”.

Segundo Cattrall, o fato da ex-colega se manifestar numa situação como esta mostra como ela é cruel. “Minha mãe me perguntou hoje: Quando Sarah Jessica Parker, essa hipócrita, vai te deixar em paz?”

O ataque sobe de tom. “Seu contato contínuo é uma dolorosa lembrança do quanto você é má, antes e agora. Deixe-me falar bem claro se ainda não fiz isso. Você não é minha família. Você não é minha amiga. Então estou escrevendo para você uma última vez para parar de explorar nossa tragédia para tentar restaurar sua imagem de ‘boa moça’”.

Kim Cattrall também incluiu o link de uma matéria do The New York Times falando sobre os bastidores da série. Segundo a reportagem, ela era colocada de lado pelas outras integrantes do quarteto porque Sarah Jessica Parker teria ciúmes dela e manipulava as demais.

Recentemente, Parker afirmou que um terceiro filme baseado na série não aconteceria por causa das muitas exigências da ex-amiga, o que Cattrall negou e acrescentou se tratar da contínua campanha de difamação da outra.

Na verdade, o terceiro filme não aconteceu porque o segundo foi um grande fracasso de bilheteria e crítica – orçado em US$ 100 milhões, fez apenas US$ 95,3 milhões no mercado doméstico e recebeu 16% de aprovação no Rotten Tomatos.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.