Mark Wahlberg vai doar cachê após polêmica de diferença salarial com Michelle Williams

Mark Wahlberg vai doar cachê após polêmica de diferença salarial com Michelle Williams

 

O ator Mark Wahlberg anunciou neste sábado (13/1) que vai doar, em nome de Michelle Williams, o cachê que ganhou para refilmar as cenas de “Todo o Dinheiro do Mundo”. A notícia de que ele recebeu 1,5 mil vezes mais do que a atriz para participar das refilmagens causou uma grande revolta em Hollywood.

Segundo o site do jornal USA Today, o cachê do ator foi de US$ 1,5 milhão. Enquanto isso, a também protagonista Michelle Williams recebeu US$ 80 por dia, totalizando US$ 1 mil. Ou seja, Michelle ganhou menos de 1% do que foi recebido por Mark.

As refilmagens aconteceram em decorrência da decisão do diretor Ridley Scott de substituir o ator Kevin Spacey, envolvido num “>escândalo de assédio sexual, após o filme já estar pronto. Christopher Plummer foi convocado para entrar no elenco e as cenas que antes tinham participação de Spacey foram refeitas. Para isto, Wahlberg, Williams e outros atores também precisaram voltar às filmagens.

Assim, para resolver uma problema, a produção criou outro, escancarando a disparidade de salários entre homens e mulheres.

“Nos últimos dias, o meu salário pelas refilmagens de ‘Todo o Dinheiro do Mundo’ virou um assunto importante. Eu apoio 100% a luta pelos pagamentos justos e estou doando US$ 1,5 milhão para o Time’s Up em nome da Michelle Williams”, disse Wahlberg em comunicado oficial. A WWE, agência que cuida da carreira tanto de Wahlberg quanto de Williams, também doará US$ 500 mil ao fundo, criado por cerca de 300 personalidades de Hollywood para apoiar as vítimas de abuso e assédio sexual.

A agência WWE ficou mal-vista pelo caso, já que a discrepância ocorreu por causa de cláusulas diferentes nos contratos dos dois atores. Assim, os agentes de Wahlberg puderam exigir uma fortuna para ele voltar ao trabalho, enquanto Williams, que já foi indicada quatro vezes ao Oscar, trabalhou pelo salário mínimo da categoria. Isto tornou a situação mais difícil de ser aceita, já que ambos têm suas carreiras agenciadas pela mesma empresa. Aparentemente, a WWE não considerou importante salvaguardar Williams como fez com Wahlberg.

“Todo o Dinheiro do Mundo” conta a história real do sequestro do neto de 16 anos do magnata americano John Paul Getty, em 1973, época em este era o homem mais rico do mundo. Por seu trabalho como a mãe do adolescente, Michelle Williams foi indicada ao Globo de Ouro 2018, assim como Plummer como o velho magnata. Mas Wahlberg, não.

O filme só estreia no Brasil no dia 1 de fevereiro.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.