Escândalo sexual de Kevin Spacey deu prejuizo de US$ 39 milhões para Netflix

Escândalo sexual de Kevin Spacey deu prejuizo de US$ 39 milhões para Netflix

 

A Netflix revelou ter perdido US$ 39 milhões devido ao estouro do escândalo sexual de Kevin Spacey. Em seu balanço dos resultados do quarto trimestre, apresentados na segunda-feira (23/1), a plataforma assinalou que assumiu uma despesa inesperado por produzir conteúdo inédito que decidiu não exibir.

Em novembro, a Netflix anunciou o rompimento com o ator, em consequências de várias alegações de assédio sexual, inclusive nos bastidores de “House of Cards”. Além de precisar refazer parte das gravações da 6ª temporada da série, que tinha começado a ser produzida com o ator, a empresa decidiu descartar um filme sobre o escritor Gore Vidal que já tinha sido inteiramente finalizado, com Spacey assinando a produção e interpretando o papel principal.

Além destas despesas, os escândalos sexuais de Hollywood levaram ao cancelamento de um especial de stand-up que estava sendo planejado com o comediante Louis CK e à demissão do ator Danny Masterson da sitcom “The Ranch”.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.