Netflix demite Danny Masterson da série The Ranch

Netflix demite Danny Masterson da série The Ranch

 

A Netflix demitiu o ator Danny Masterson da série “The Ranch”. A decisão foi tomada após o serviço de streaming resolver a situação da série “House of Cards”, que também teve seu protagonista despedido. Ambos foram envolvidos por escândalos sexuais, mas as acusações contra Masterson são mais graves, já que envolvem estupro.

“Como resultado de discussões em andamento, a Netflix e os produtores decidiram eliminar Danny Masterson de ‘The Ranch'”, informou o serviço de streaming em comunicado. Segunda-feira (4/12) foi “o último dia de trabalho do ator na série e a produção será retomada no início de 2018 sem ele”.

Masterson ainda aparecerá na segunda metade da 2ª temporada, que estreia em 15 de dezembro e já tinha sido gravada, e poderá aparecer em partes do terceiro ano, em que sua ausência sera abordada.

Quatro mulheres acusaram o ator de 41 anos de ataques sexuais no começo da década de 2000. Mas, segundo o site Huffington Post, as autoridades não puderam agir na época, devido à interferência da igreja da Cientologia, da qual o ator é adepto.

As mulheres que o acusavam também eram integrantes da igreja, que tem como regra proibir colaboração com a polícia. De acordo com o relato do site, a instituição mobilizou 50 seguidores para darem testemunhos escritos favoráveis a Masterson e contrários às acusadoras. Além disso, o arquivo com os depoimentos e acusações formais desapareceu misteriosamente no começo do processo, fazendo com que a promotoria tivesse que recomeçar todo o caso do zero.

Masterson nega veementemente todas as acusações desde 2004, quando a primeira denúncia veio à tona. Mas fontes ouvidas pelo Huffington Post afirmam que o caso foi reaberto recentemente, após “evidências incriminadoras” terem sido recebidas pela promotoria.

As mulheres teriam tomado coragem para denunciar as agressões após a atriz Leah Remini (série “King of Queens”) expor na TV abusos supostamente cometidos por integrantes da Igreja da Cientologia. O caso de Masterson apareceu na série que ela apresenta na TV paga americana.

A Netflix passou a ser alvo de protestos das vítimas após demitir Kevin Spacey por acusações de assédio sexual e ignorar o caso de Masterson, que era mais grave. Chrissie Carnell Bixler, uma das mulheres que acusaram o ator de estupro, criticou o serviço de streaming por mantê-lo em “The Ranch”.

Na segunda, outra das vítimas procurou o Huffington Post para denunciar o fato de que um executivo da Netflix, sem saber com quem estava falando, afirmou que o serviço não acreditava nas supostas vítimas. Era o diretor de conteúdo mundial infantil Andy Yeatman, que ficou com o cargo em risco após a notícia ser publicada.

Assim que a notícia foi publicada, uma petição pedindo que a Netflix cancelasse “The Ranch” ganhou apoio de mais de 40 mil pessoas.

Embora a Netflix não divulgue dados de audiência, o serviço confirmou em outubro que “The Ranch” era sua quinta série mais assistida nas primeiras 24 horas de seu lançamento. Assim, demitir Masterson se tornou uma decisão mais fácil de ser tomada do que sofrer publicidade negativa ou cancelar uma atração popular.

“The Ranch” marcava o reencontro de Masterson com Ashton Kutcher, após os dois trabalharem juntos na série clássica de comédia “That ’70s Show”. Na nova atração, os dois interpretam irmãos, que voltam a conviver depois de anos, quando o personagem de Kutcher, que morava na cidade grande, retorna ao “rancho” da família.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.