Marvel voltará a publicar os Novos Mutantes na véspera da estreia do filme da Fox

Marvel voltará a publicar os Novos Mutantes na véspera da estreia do filme da Fox

 

Alguma coisa acontece no coração da Marvel. Após uma atitude beligerante contra o uso de seus heróis pela Fox, a editora de quadrinhos está tomando uma atitude contrária a tudo o que vinha fazendo até recentemente.

Para quem não lembra, a Fox adquiriu os direitos do Quarteto Fantástico e dos X-Men dos antigos proprietários da Marvel, antes de a editora ser comprada pela Disney. E quando os dois estúdios se viram concorrendo nos cinemas, a rivalidade chegou ao cúmulo de cancelar a publicação do Quarteto Fantástico, a revista mais antiga da Marvel em circulação, para não divulgar os personagens na véspera do lançamento do filme da Fox. Há rumores até de um veto contra a criação de novos personagens mutantes, para impedir o surgimento de novas franquias no estúdio rival.

Mas Disney e Fox andaram flertando recentemente. A Disney quer comprar partes da Fox, entre elas os estúdios que fazem filmes e séries de super-heróis da Marvel. Embora haja outros candidatos à compra, fontes do mercado norte-americano insistem que a negociação não acabou.

E eis que acontece algo inesperado.

Pela primeira vez, a Marvel vai aproveitar o lançamento de um filme da Fox para lançar uma revista com os personagens da produção.

A editora está trazendo de volta os Novos Mutantes, que teve sua revista original cancelada em 1991, após 100 edições. O retorno será como uma minissérie (“New Mutants: Dead Souls”) focada na investigação da origem do grupo e incluirá parte do time original, que estará no filme “Os Novos Mutantes”, com estreia marcada para 12 de abril no Brasil.

A revista será lançada um mês antes do filme, em março nos Estados Unidos. Confira a capa do primeiro exemplar abaixo.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna