James Franco fará cinebiografia do escritor e compositor Shel Silverstein

James Franco fará cinebiografia do escritor e compositor Shel Silverstein

 

O ator James Franco está em negociações para estrelar e dirigir uma cinebiografia do multitalentoso Shel Silverstein, letrista de rock, cartunista da Playboy, roteirista de filmes, compositor de trilhas e autor de poesias e livros infantis.

Silverstein publicou suas primeiras histórias num jornal militar enquanto servia na Guerra da Coreia, nos anos 1950. Seu trabalho chamou a atenção da Playboy, onde colaborou durante seis anos como cartunista – é dele o famoso desenho que representa um prisioneiro acorrentado à parede pelos pés e pelos punhos dizendo a outro acorrentado: “Pssst! Tenho um plano!”. Em 1961, estreou com autor de romances e dois anos depois lançou sua primeira publicação para crianças, “Leocádio, O Leão que Mandava Bala”, consagrando-se logo em seguida com o sucesso de “A Árvore Generosa” (1964). Ele também escreveu algumas peças de teatro e roteiros de cinema, entre eles “As Coisas Mudam” (1988) em parceria com o diretor David Mamet, além de ter composto trilhas de filmes como “A Forca Será Tua Recompensa” (1970) e “O Inimigo Oculto” (1971), e hits de Johnny Cash e da banda de Dr. Hook. Como se não bastasse, também tocava guitarra, piano, saxofone e trombone.

O artista morreu em 1999, de um ataque cardíaco.

O roteiro será baseado no livro “A Boy Named Shel”, de Lisa Rogak, e está a cargo de Chris Shafer e Paul Vicknair, dupla que assinou os dramas indies “Antes do Adeus” e “Deixa Rolar”, ambos de 2014.

Ainda não há previsão de estreia.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.