Veterano da franquia Star Trek é acusado de abuso sexual nos anos 1980

Veterano da franquia Star Trek é acusado de abuso sexual nos anos 1980

 

O modelo Scott R. Brunton acusou o ator George Takei, astro veterano da franquia “Star Trek”, de abuso sexual em 1981. O caso teria acontecido em um momento de vulnerabilidade quando ele tinha 23 anos. Na época, ele trabalhava como garçom e era amigo de Takei, então na casa dos 40 anos. Após romper com um namorado, Brunton foi se encontrar com Takei.

“Foi há muito tempo atrás, mas eu nunca vou esquecer. Ele foi muito bom em me consolar e entender que eu estava triste e que ainda amava o meu namorado. Nós fomos beber. No segundo drinque, de repente, eu me senti meio desorientado e achei que estava desmaiando. Então eu me sentei e acho que desmaiei mesmo. A próxima coisa que me lembro ao acordar foi que minhas calças estavam no tornozelo e ele estava pegando na minha virilha, tentando tirar minha cueca”, disse Brunton ao site The Hollywood Reporter.

“Eu disse: “O que você está fazendo?” E ele disse que eu precisava relaxar e que só estava me deixando confortável. Eu falei que não queria nada daquilo, o empurrei e fui embora. Fiquei sentado no meu carro até ter condições de dirigir”, completou o modelo.

Takei, que interpretou o Sr. Sulu na série clássica “Jornada nas Estrelas” e nos primeiros filmes derivados da produção, tem 80 anos e é gay assumido, negou veementemente as acusações. “Os eventos que ele descreve simplesmente não ocorreram e eu não sei porque ele está falando isso agora. Quebrei minha cabeça para ver se eu lembrava do senhor Brunton, e eu não posso dizer que lembro. Eu levo essas acusações muito a sério, mas quem me conhece sabe que considero atos não consensuais muito antiéticos e bem longe dos meus valores e minhas práticas. A simples ideia de que alguém me acusa disso é extremamente dolorosa”, afirmou Takei nas redes sociais. Veja abaixo a íntegra dos tuítes, que também abordam o apoio que ele recebeu do marido após as acusações.

Desde outubro, uma série de acusações de assédio sexual vieram à tona, envolvendo grandes nomes da indústria do entretenimento dos Estados Unidos. Após a denúncia contra o poderoso produtor Harvey Weinstein, acusado por dezenas de mulheres em diferentes casos de abuso sexual, Hollywood vive sob a sombra de novas e constantes revelações, que já envolveram atores como Kevin Spacey, Ed Westwick, Steven Seagal e Louis C.K., cineastas como Brett Ratner e James Toback, além de agentes de artistas e produtores executivos.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.