Thor: Ragnarok mantém 1º lugar e já supera bilheterias dos dois filmes anteriores da franquia

Thor: Ragnarok mantém 1º lugar e já supera bilheterias dos dois filmes anteriores da franquia

 

“Thor: Ragnarok” enfrentou pais em dose dupla e trens expressos sem sair do lugar: o 1º lugar das bilheterias na América do Norte. O blockbuster da Marvel faturou US$ 56,6M (milhões) na estimativa do site Box Office Mojo, em seu segundo fim de semana em cartaz nos Estados Unidos e no Canadá. É uma arrecadação incomum para uma produção em sua segunda semana, ainda mais por disputar ingressos com duas grandes estreias no período.

O sucesso de “Thor: Ragnarok” é tão estrondoso que já superou, em apenas de dez dias, toda a arrecadação conquistada pelos dois longas anteriores da franquia, “Thor” (2011) e “Thor: O Mundo Sombrio” (2013), tanto no mercado doméstico quando em seu faturamento mundial. O lançamento já soma US$ 211,5M na América do Norte e US$ 650M em todo o mundo, ultrapassando “Thor: O Mundo Sombrio”, que fez US$ 206M e US$ 644M em 23 semanas.

Entre as estreias, “Pai em Dose Dupla 2” foi a que se saiu melhor. Apesar de ter sido destruída pela crítica, com míseros 16% de aprovação no site Rotten Tomatoes, a curiosidade de ver Mel Gibson numa comédia, como o pai de Mark Wahlberg, lhe rendeu o 2º lugar no ranking com um faturamento considerável de US$ 30M.

Mas “Assassinato no Expresso do Oriente” não ficou muito atrás, com US$ 28,2M. A diferença pode ser creditada às 230 salas a menos que receberam esta produção. Apesar do grande elenco – Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, etc – , o “remake” de Kenneth Branagh não conseguiu atingir a consagração da primeira versão da obra de Agatha Christie, encenada em 1974 e premiada pelo Oscar (Melhor Atriz Coadjuvante, vencido por Ingrid Bergman). Sem empolgar a crítica, conquistou 58% de aprovação e elogios para sua direção de arte.

“Pai em Dose Dupla 2” e “Assassinato no Expresso do Oriente” estreiam, respectivamente, em 23 e 30 de novembro no Brasil.

A grande sensação da semana, porém, não foi nenhum título do Top 3. De forma inesperada e impressionante, a novidade mais celebrada acabou sendo o filme que fecha o Top 10.

“Lady Bird” foi lançado na semana passada em circuito ultra-limitado, apenas em Los Angeles e Nova York, e expandiu suas salas na última sexta (10/11) para atingir um total de 37 cinemas. Mesmo assim, virou um dos dez filmes mais vistos do fim de semana nos Estados Unidos, faturando US$ 1,2M.

O valor representa uma arrecadação de US$ 33,7 mil por sala. Para se ter noção, “Thor: Ragnarok” faturou no mesmo tempo US$ 13 mil por sala – mas nem em sua estreia conseguiu tanto (US$ 30 mil). Trata-se de um fenômeno, que transforma “Lady Bird” num dos filmes indies mais bem-sucedidos do ano, além de lhe jogar holofotes na véspera das premiações do cinema americano.

O filme marca a estreia na direção da atriz Greta Gerwig (“Mulheres do Século 20”). Ela não atua na produção, mas Saoirse Ronan (“Brooklyn”) é basicamente uma transposição das personagens rebeldes e desfocadas que Gerwig transformou em carreira.

Vale lembrar que, além de atriz, Gerwig é uma escritora talentosa. Ela escreveu, entre outros, “Frances Ha” (2012) e “Mistress America” (2015), seus filmes mais famosos. E também assina o roteiro de “Lady Bird”, que é uma síntese de suas angústias existenciais, inspirado em sua própria vida.

A previsão de estreia no Brasil é, inacreditavelmente, apenas para abril, cinco meses após o lançamento nos EUA e um mês inteiro depois do anúncio dos vencedores do Oscar 2018, que deve contar com sua presença entre os indicados. Trata-se de reincidência. Este descaso sempre costuma acontecer quando um grande estúdio (leia-se Universal) assume a distribuição internacional de uma produção indie.

Confira, abaixo, o desempenho dos dez filmes de maior bilheteria do fim de semana na América do Norte.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Thor: Ragnarok
Fim de semana: US$ 56,6M
Total EUA: US$ 211,5M
Total Mundo: US$ 650M

2. Pai em Dose Dupla 2
Fim de semana: US$ 30M
Total EUA: US$ 30M
Total Mundo: US$ 30M

3. Assassinato no Expresso do Oriente
Fim de semana: US$ 28,2M
Total EUA: US$ 28,2M
Total Mundo: US$ 85,4M

4. Perfeita É a Mãe 2
Fim de semana: US$ 11,5M
Total EUA: US$ 39,8M
Total Mundo: US$ 46,5M

5. Jogos Mortais: Jigsaw
Fim de semana: US$ 3,4M
Total EUA: US$ 34,3M
Total Mundo: US$ 79M

6. Tyler Perry’s Boo 2! A Madea Halloween
Fim de semana: US$ 2M
Total EUA: US$ 45,9M
Total Mundo: US$ 46,6M

7. Tempestade – Planeta em Fúria
Fim de semana: US$ 1,5M
Total EUA: US$ 31,6M
Total Mundo: US$ 199M

8. Blade Runner 2049
Fim de semana: US$ 1,4M
Total EUA: US$ 88M
Total Mundo: US$ 243M

9. A Morte Te Dá Parabéns
Fim de semana: US$ 1,3M
Total EUA: US$ 54,9M
Total Mundo: US$ 88,1M

10. Lady Bird
Fim de semana: US$ 1,2M
Total EUA: US$ 1,7M
Total Mundo: US$ 1,7M

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna