Supergirl enfrenta Régia no trailer do último episódio do ano

Supergirl enfrenta Régia no trailer do último episódio do ano

 

A rede CW divulgou o trailer do midseason finale da 3ª temporada de “Supergirl”. A prévia se concentra no enfrentamento entre Supergirl (Melissa Benoist) e a recém-transformada Régia (Odette Annable, vestida com o uniforme da supervilã na foto acima).

A revelação do passado kryptoniano de Régia (Reign, em inglês), até então vista como uma simpática mãe solteira, foi vislumbrado no capítulo que antecedeu o crossover “Crisis on Earth-X”. Mas a personagem também é relativamente nova nos quadrinhos, criada por Michael Green (hoje roteirista de cinema, responsável por “Logan” e “Alien: Covenant”) em 2012 como líder de uma raça de kryptonianos modificados geneticamente por Zor-El, o pai cientista de Kara. Nas publicações da DC Comics, cinco integrantes de sua espécie, denominada de Arrasa-Mundos (Worldkillers), tentam destruir a Terra e são impedidos por Supergirl, num combate que testa os limites da heroína.

Como a ameaça de Régia vai monopolizar o episódio, a revelação da Legião dos Super-Heróis deve ficar para o ano que vem, servindo de chamariz para a segunda metade da temporada. Até o momento, apenas Satúrnia (antigamente conhecida como Moça de Saturno) foi vista na série. Ao contrário dos quadrinhos, ela não surgiu loira, mas com interpretação da estrela de Bollywood Amy Jackson (“Freaky Ali”). Mas esta nem foi a maior diferença. Imra Ardeen, a garota de Saturno, apareceu casada com Mon-El (Chris Wood) – eliminando décadas de histórias sobre seu casamento e filhos com Relâmpago (antigamente conhecido como Rapaz Relâmpago).

Intitulado, apropriadamente, “Reign”, o último episódio do ano de “Supergirl” vai ao ar na próxima segunda-feira (4/12) nos Estados Unidos. Após o hiato de fim de ano, a série tem retorno previsto para 15 de janeiro.

No Brasil, “Supergirl” é exibida com duas semanas de diferença no canal pago Warner.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna