Russell Crowe e Nicholas Hoult entram em western australiano do diretor de Assassin’s Creed

 

Os atores Russell Crowe (“A Múmia”) e Nicholas Hoult (“X-Men: Apocalipse”) vão integrar a gangue de Ned Kelly, um dos mais famosos foras-da-lei australianos, no novo filme do diretor Justin Kurzel (“Assassin’s Creed”).

Intitulado “The True History of the Kelly Gang”, o filme é baseado no livro homônimo de Peter Carey (roteirista de “Até o Fim do Mundo”, de Wim Wenders). O roteiro de Shaun Grant (“Jasper Jones”) vai contar a história da gangue que desafiava a lei durante o período da Austrália colonial. Espécie de Jesse James australiano, Ned Kelly até hoje provoca discussões sobre se era bandido ou herói popular.

O personagem já rendeu muitos filmes, sendo interpretado até por Mick Jagger (em “A Forca Será Tua Recompensa”, de 1970) e Heath Ledger (“Ned Kelly”, de 2003).

No novo filme, o papel ficou com George MacKay (de “Capitão Fantástico”), e o elenco grandioso ainda inclui Travis Fimmel (série “Vikings”), Sean Keenan (série “Glitch”), Dacre Montgomery (série “Stranger Things”), Essie Davis (minissérie “The White Princess”), Harry Greenwood (“Até o Último Homem”) e Thomasin McKenzie (“O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos”).

Para Kurzel, o livro de Peter Carey capta a essência de Ned Kelly, um sujeito brutal, visceral e sem sentimentos. “A história dele é uma das maiores odisseias da história australiana e estou animado de levá-la para os cinemas com um elenco moderno e único. Estou orgulhoso de trabalhar com tantos talentos consagrados e novatos”, declarou o diretor, em comunicado.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.