Lupita Nyong’o critica racismo de revista que editou foto para alisar seu cabelo

Lupita Nyong’o critica racismo de revista que editou foto para alisar seu cabelo

 

A atriz Lupita Nyong’o, vencedora do Oscar por “12 Anos de Escravidão” (2013), criticou a revista britânica Grazia UK por ter editado digitalmente a foto que ela fez para a capa da edição desta semana, inclusive alisando seu cabelo.

“Desapontada que a ‘Grazia Uk’ editou e alisou meu cabelo para se encaixar em uma noção eurocêntrica de como belos cabelos devem ser”, escreveu a atriz em seu Instagram. “Eu abraço meu patrimônio natural e, apesar de ter crescido pensando que a pele clara e o cabelo sedoso eram o padrão da beleza, agora sei que minha pele escura e cabelos soltos também são lindos”.

“Se eu tivesse sido consultada, eu teria explicado que não posso apoiar ou tolerar a omissão da minha herança nativa, visando que eles percebam que ainda há um longo caminho a ser percorrido para combater o preconceito inconsciente contra a pele das mulheres negras, estilo e textura de seus cabelos”, completou.

Diante das críticas da atriz, a publicação divulgou um comunicado. “Grazia está comprometida em representar a diversidade em suas páginas e pede desculpas para Lupita. A revista gostaria de deixar claro que, em nenhum momento, fez pedidos de edição ao fotógrafo para que o cabelo de Lupita fosse alterado na capa desta semana”.

“Mas nós pedimos sinceras desculpas por não manter um alto nível editorial e garantir que estivéssemos cientes de todas as alterações ocorridas”, acrescentou a nota.

Veja abaixo o post de Lupita, que compara a foto original com a edição feita pela capa.

As I have made clear so often in the past with every fiber of my being, I embrace my natural heritage and despite having grown up thinking light skin and straight, silky hair were the standards of beauty, I now know that my dark skin and kinky, coily hair are beautiful too. Being featured on the cover of a magazine fulfills me as it is an opportunity to show other dark, kinky-haired people, and particularly our children, that they are beautiful just the way they are. I am disappointed that @graziauk invited me to be on their cover and then edited out and smoothed my hair to fit their notion of what beautiful hair looks like. Had I been consulted, I would have explained that I cannot support or condone the omission of what is my native heritage with the intention that they appreciate that there is still a very long way to go to combat the unconscious prejudice against black women's complexion, hair style and texture. #dtmh

Uma publicação compartilhada por Lupita Nyong'o (@lupitanyongo) em

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.