Após crossover, criador das séries dos heróis da DC é demitido por assédio sexual

Após crossover, criador das séries dos heróis da DC é demitido por assédio sexual

 

Enquanto as séries “Arrow”, “The Flash”, “Supergirl” e “Legends of Tomorrow” comemoram o sucesso do crossover deste ano, “Crisis on Earth-X”, a Warner Bros. Television (WBTV) transformou a festa em despedida, anunciando que o roteirista e produtor dos episódios não fará mais parte do Arrowverse.

Co-criador das quatro séries, Andrew Kreisberg foi oficialmente demitido, após amargar suspensão por denúncias de má conduta nos sets. O produtor foi acusado por 19 pessoas, que relataram casos de toques inapropriados, pedidos de massagens, comentários de teor sexual sobre a aparência de mulheres, além de beijos sem permissão.

Quando as denúncias vieram à tona, os protagonistas das séries se juntaram num crossover diferente, usando as redes sociais para compartilharem mensagens contra o assédio sexual. A declaração mais forte foi a de Melissa Benoist. A intérprete de Supergirl foi a primeira a se manifestar, lembrando que a personagem representa “igualdade, feminismo, empoderamento e a luta pelo que é certo”, mas, “infelizmente, a série e a minha carreira fazem parte de uma indústria que nem sempre reflete esses sentimentos”. “Isto é de partir o coração e às vezes me faz sentir sem esperanças”, acrescentou, afirmando que as vítimas de assédio “deveriam sempre ser ouvidas”.

“Quando as pessoas tem crises ou assediam os outros, elas devem sempre ser responsabilizadas — independentemente da indústria em que trabalhem ou quanto poder eles exercem”, disse ela, acrescentando que voltaria às gravações de “Supergirl” ainda mais comprometida a ser “uma parte da mudança de norma, escutando quando as pessoas falam, e recusando a aceitar um ambiente que seja menos do que um espaço seguro, respeitoso e colaborativo”.

A WBTV promoveu uma “investigação completa” sobre as múltiplas alegações e constatou suas veracidades, antes de decidir pela demissão. Com isso, Greg Berlanti, principal produtor e também cocriador das quatro séries, assumirá responsabilidades adicionais no dia-a-dia de “The Flash” e “Supergirl”.

Berlanti e sua parceira de produção, Sarah Schechter, divulgaram seu próprio comunicado, apoiando a demissão de Kreisberg. Diz o texto: “O Warner Bros. Television Group concluiu recentemente sua investigação sobre as alegações contra Andrew Kreisberg. Encorajamos e apoiamos esta investigação, acreditamos e apoiamos as pessoas que se apresentaram e concordamos com a decisão do estúdio. Nada é mais importante para nós do que a segurança e o bem-estar de todos os nossos colegas – colegas de trabalho, equipe e funcionários”.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.