SEAL Team leva a melhor na disputa entre as séries militares estreantes

SEAL Team leva a melhor na disputa entre as séries militares estreantes

 

Na disputa entre as séries militares que debutam nesta temporada, “SEAL Team” saiu-se melhor. A atração estrelada por David Boreanaz (série “Bones”) foi vista por 9,7M (milhões) de telespectadores ao vivo em sua estreia na rede CBS.

Foi o programa mais assistido da noite de quarta (27/9) nos Estados Unidos, mas curiosamente teve baixo impacto na demo (a faixa demográfica de adultos entre 18 e 49 anos, mais relevante para os anunciantes), registrando apenas 1,5 pontos. Mesmo assim superou “Criminal Minds”, que no ano passado foi exibido no mesmo dia e horário com média de público de 7,5M e 1,4 pontos.

Mas a comparação que faz mais sentido é com seu rival temático da rede NBC, “The Brave”, a primeira das três séries militares de 2017 a estrear na programação americana. E, em franco contraste, “The Brave” foi a estreia mais fraca de sua noite, vista por 6M de telespectadores na segunda (25/9).

Ainda é cedo para definir se este contraste indica qual será renovada e qual será cancelada. Mas o declínio natural de interesse em relação aos próximos episódios de ambas as séries pode solidificar tendências.

Já a terceira série militar, “Valor”, só estreia em 9 de outubro no CW, mas dificilmente terá os mesmos números das outras duas, considerando que seu canal tem a pior audiência (mas também o maior demo relativo) entre as redes de TV dos Estados Unidos.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna