Novo trailer de The Deuce evoca os anos 1970 e o início da indústria pornô

Novo trailer de The Deuce evoca os anos 1970 e o início da indústria pornô

 

A HBO divulgou o pôster e um novo trailer de “The Deuce”, série que mostra o início da indústria pornográfica na Nova York dos anos 1970. A prévia é atmosférica, focada em evocar a época, ao som de Marvin Gaye, mas nada da trama.

Criada por David Simon (autor de “The Wire”, uma das melhores séries já feitas), a atração é estrelada por James Franco (“A Entrevista”) em papel duplo. E além de atuar, ele também dirige dois episódios.

Na trama, Franco interpreta os irmãos Vincent e Will Seefried. O primeiro é um bar tender, enquanto o outro é um estudante da Universidade de Nova York (NYU). Ambos cresceram no wild side de Nova York, onde impera a violência e o sexo, e acabaram cruzando com algumas das pessoas mais influentes e perigosas da nascente indústria pornô.

O elenco também destaca a atriz Maggie Gyllenhaal (“Batman – O Cavaleiro das Trevas”) como Candy, uma garota de programa que leva seu “espírito empreendedor” das ruas para a pornografia, além de Margarita Levieva (série “Revange”), Gary Carr (série “Downton Abbey”), Emily Meade (“Nerve”), Lawrence Gilliard Jr. (série “The Walking Dead”), Chris Bauer (série “True Blood”), Dominique Fishback (minissérie “Show Me a Hero”), Michael Rispoli (série “Magic City”), Kim Director (“A Bruxa de Blair 2”), Olivia Luccardi (série “Orange Is the New Black”) e o rapper Method Man (série “Luke Cage”).

Como curiosidade, a produção forma uma espécie de trilogia não oficial com as já canceladas “Vinyl” e “The Get Down”, ao se passar no mesmo lugar e na mesma época.

O primeiro episódio de “The Deuce” já está disponível na HBO Now americana. A estreia televisiva está marcada para 10 de setembro nos Estados Unidos e, com uma semana de atraso, em 17 de setembro no Brasil.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna