Ator confirma que refilmagens de Liga da Justiça visam mudar o tom do filme

Ator confirma que refilmagens de Liga da Justiça visam mudar o tom do filme

 

Os boatos sobre as filmagens extras de “Liga da Justiça”, que seriam maiores do que o assumido oficialmente, foram abordados pela primeira vez por um integrante do elenco da produção.

O ator Joe Morton (série “Eureka”), que interpreta o pai do Ciborgue, Dr. Silas Stone, revelou que as refilmagens mudaram o tom do filme, que estaria muito sombrio.

“Eles fizeram ajustes no tom do Ciborgue. O que eu ouvi foi que havia uma necessidade do estúdio para deixar o filme mais leve, pois estava muito sombrio. Não sei exatamente o que isso significa, mas o que ouvi é que as refilmagens foram sobre isso”, disse Morton, em entrevista ao site IGN

Oficialmente, o diretor Joss Whedon (“Os Vingadores”) assumiu “Liga da Justiça” após uma tragédia na família de Zack Snyder (“Batman vs Superman”), que pediu para se afastar da pós-produção. Snyder teria rodado todo o filme antes de passar o bastão para Whedon realizar filmagens adicionais durante duas semanas em Londres. O detalhe é que este prazo já foi superado há bastante tempo e o trabalho ainda não acabou.

Segundo fontes da revista Variety, Whedon escreveu um novo roteiro para aproximar “Liga da Justiça” do tom mais leve de “Mulher-Maravilha”, que foi um enorme sucesso, e se afastar do tom sombrio de “Batman vs. Superman”, comandado justamente por Snyder.

Joe Morton parece confirmar que este foi realmente o caso.

“Liga da Justiça” estreia em 16 de novembro no Brasil, um dia antes do lançamento nos EUA.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.