Série veterana Law & Order: SVU é renovada para sua 19ª temporada

Série veterana Law & Order: SVU é renovada para sua 19ª temporada

 

A rede NBC anunciou a renovação da longeva série “Law & Order: SVU” para sua 19ª temporada. Série procedural mais antiga da TV americana, a atração do produtor Dick Wolf está a um ano de empatar com a série que a originou, a primeira “Law & Order”, exibida por 20 temporadas entre 1990 e 2010.

Última sobrevivente da franquia, que teve quatro spin-offs americanos (e muitos outros europeus), “Law & Order: SVU” continua a render boa audiência, ainda que não seja mais o carro-chefe que um dia já foi. De 6,9 milhões de telespectadores na temporada passada, a série vai finalizar sua 18ª temporada em 24 de maio com uma média de 5,8 milhões.

O único empecilho para a continuidade da série era o salário de sua estrela, Mariska Hargitay, que fechou um novo contrato para permanecer à frente do elenco da atração. Ela vive a detetive Olivia Benson desde a estreia, em 1999, acumulando 411 episódios no mesmo papel. Depois dela, o rapper Ice-T foi quem mais apareceu na série, em 398 episódios.

Criada pelo prolífico produtor Dick Wolf, “Law & Order: SVU” acompanha os casos da Unidade de Vítimas Especiais do Departamento de Polícia de Nova York, uma elite de detetives que investigam crimes sexuais. Pelo papel da tenente Olivia Benson, Hargitay foi indicada oito vezes ao Emmy, vencendo em 2006 como Melhor Atriz de Série Dramática.

A renovação coincide com a retomada dos spin-offs da franquia. Wolf prepara atualmente a série limitada “Law & Order: True Crime – The Menendez Murders”, para a próxima temporada. A ideia é narrar crimes reais, como faz “American Crime Story”, mas ao estilo de “Law & Order”.

Além desta franquia, Wolf também é responsável pelas séries “Chicago Fire”, “Chicago PD”, “Chicago Med” e “Chicago Justice” no mesmo canal.

As séries de Dick Wolf são exibidas no Brasil pelo canal pago Universal.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna