Série Elementary é renovada para a 6ª temporada

Série Elementary é renovada para a 6ª temporada

 

A rede CBS anunciou a renovação da série “Elementary” para sua 6ª temporada.

Foi a primeira vez que “Elementary” entrou na chamada “bolha” dos programas que tem seu destino resolvido no último minuto. Assim como “2 Broke Girls”, recém-cancelada, ela não constava da lista inicial da rede, que em março adiantou a renovação de 13 séries de uma só vez.

O problema de “Elementary” é que vem perdendo audiência a cada temporada. Foram-se 900 mil telespectadores só entre a 4ª e a atual temporada, que atingiu 4,8 milhões de telespectadores. Para recordar, a 1ª temporada era vista por mais de 10 milhões, o dobro da atual sintonia.

Entretanto, a série criada por Robert Doherty (roteirista de “Medium”) continua muito bem cotada entre a crítica, com 95% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Além disso, sua produção é realizada inteiramente pela CBS, que vem obtendo um bom lucro com a venda de suas reprises, com exibição na TV paga pela WGN America e por streaming no Hulu, sem esquecer da distribuição internacional. Nos upfronts do ano passado, o CEO da CBS, Les Moonves, apontou a série como um exemplo de bom negócio para o canal, dizendo que ela teria rendido US$ 80 milhões só de licenciamento para terceiros.

Versão moderna de Sherlock Holmes, “Elementary” traz o ator Johnny Lee Miller (“Trainspotting”) como o personagem clássico de Arthur Conan Doyle, que se dedica a resolver crimes intrincados para a polícia de Nova York, como forma de lidar com seus vícios, na companhia da cuidadora contratada por seu pai, Joan Watson (vivida por Lucy Liu, de “Kill Bill”).

No Brasil, a série é exibida pelo canal pago Universal.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna