Ladrões roubam manuscrito de J.K. Rowling com história inédita do pai de Harry Potter

Ladrões roubam manuscrito de J.K. Rowling com história inédita do pai de Harry Potter

 

Um cartão com uma história de 800 palavras manuscritas por J.K. Rowling, criadora de Harry Potter, foi roubado na Inglaterra em abril, e comunicado à polícia britânica apenas nesta sexta-feira (12/5).

O texto inédito conta uma história passada três anos antes do nascimento de Harry Potter. Ele narra o encontro de Sirius Black e James Potter, o pai de Harry. No texto, os dois jovens são encontrados por dois policiais furiosos no final de uma corrida de motocicleta de alta velocidade.

Depois de uma conversa com os policiais, os dois adolescentes fogem usando um truque de magia.

A saga de Harry Potter foi dividida em sete livros originais e teve mais de 450 milhões de cópias vendidas em todo o mundo em 79 idiomas. No cinema, a franquia rendeu oito filmes e arrecadou mais de US$ 7 bilhões em todo o mundo.

O manuscrito foi leiloado em 2008 e a renda foi doada à English PEN, uma organização que defende a liberdade de expressão. Na ocasião, o cartão foi vendido por 25 mil libras (32,1 mil no câmbio atual, cerca de R$ 130 mil).

Os policiais informaram ainda que, além do manuscrito, também foram roubadas joias da propriedade. As autoridades não disseram porque o roubo só foi comunicado agora, quase três semanas depois de ocorrido. Mas pedem ajuda aos fãs de Harry Potter para localizar os ladrões.

A autora J.K. Rowling compartilhou o apelo da polícia e postou no Twitter um pedido para que as pessoas não comprem o material roubado. “Por favor, não compre isto se te oferecerem. Originalmente leiloado para @englishpen”, escreveu.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.