Crítica americana considera Punho de Ferro a pior das séries da Marvel

Crítica americana considera Punho de Ferro a pior das séries da Marvel

 

Saíram as primeiras críticas de “Punho de Ferro” nos EUA. E elas chamam atenção pelo tom negativo. Apesar de focarem apenas em seis episódios, que foram adiantados para a imprensa americana, a produção gerou comentários ácidos de desaprovação, que tornam “Punho de Ferro” a primeira série de super-heróis da Marvel/Netflix a ser considerada abaixo da crítica.

Sites como Variety, Screen Rant e The Hollywood Reporter bateram nos mesmos pontos. O ritmo lento é uma tortura, o etnocentrismo é ofensivo, as lutas são ridículas, os vilões são fracos, a trama é chata e o protagonista (Finn Jones) não convence.

Vale lembrar que o desenvolvimento ficou a cargo de Scott Buck, que desandou a série “Dexter” quando virou showrunner no lugar de Melissa Rosenberg (hoje em “Jessica Jones”), levando a produção a seu cancelamento, e já saiu de “Punho de Ferro” para comandar outra série da Marvel, baseada nos quadrinhos de “Os Inumanos”…

“’Punho de Ferro’ parece um passo atrás em todos os níveis, um grande desapontamento que já sofre com problemas na narrativa em seus seis primeiros episódios e que seriam misericordiosamente ‘puláveis’ em sua totalidade, não fosse o fato de servirem de ponte para o tão esperado crossover de ‘Os Defensores’”. (Daniel Fienberg, The Hollywood Reporter)

“Há tantas coisas erradas… como Colleen Wing (Jessica Henwick), uma lutadora exímia, precisa que o branco Danny lhe explique, de forma condescendente, sobre espiritualidade oriental e kung fu?” (Daniel Fienberg, The Hollywood Reporter)

“‘Punho de Ferro’ é o projeto da Netflix mais frustrante e ferozmente chato. Nenhum elemento de seu ritmo lento funciona. As cenas de ação não possuem brilho, rapidez e originalidade. Nenhum dos personagens sem graça causam uma impressão duradoura”. (Maureen Ryan, Variety)

“Ao longo da primeira metade da temporada, ‘Punho de Ferro’ sofre da mesma doença que outras séries da Netflix sofrem: é longa demais, arrastando a lugar nenhum seus sub-enredos e muitos de seus episódios poderiam e deveriam ter sido cortados para o bem de uma trama mais propulsiva”. (Kevin Yeoman, Screen Rant)

A estreia está marcada para a próxima sexta, dia 17 de março, na Netflix.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.