Amy Acker será a protagonista feminina da série dos X-Men

Amy Acker será a protagonista feminina da série dos X-Men

 

A atriz Amy Acker, que chamou atenção desde que apareceu em “Angel” em 2001 e que estava no ar até o ano passado em “Pessoa de Interesse/Person of Interest”, foi escolhida para estrelar a série derivada dos filmes dos X-Men na Fox.

Ela formará um par relutante com o personagem de Stephen Moyer (série “True Blood”), como pais de jovens que possuem o gene mutante e, por isso, precisam fugir do governo anti-mutante e dos robôs Sentinelas para conseguir sobreviver.

A personagem de Acker vai se chamar Kate Stewart. Ela está tentando lidar com a separação de seu marido Reed (Moyer) e criar seus complicados filhos adolescentes quando a situação se complica. No meio do caos, a personagem descobrirá que é mais forte que imagina.

Uma de suas filhas também foi anunciada. Natalie Alyn Lind (a Silver St. Cloud de “Gotham”) viverá Lauren, uma adolescente muito inteligente, aplicada na escola, que já tem propostas para estudar em boas faculdades.

Outro ator jovem, Percy Hynes White (“Between”) também entrou na série, mas seu papel foi anunciado apenas como Andy, “um garoto sensível e solitário, que se tornou introvertido para evitar o caos que enfrenta na escola e em casa”. Tudo indica que é o outro filho da história.

Eles vão se juntar aos dois atores anteriormente confirmados: Jamie Chung (a Mulan de “Once Upon a Time” e Valerie Vale de “Gotham”), que viverá a mutante Blink, e Blair Redford (séries “The Lying Game” e “Satisfaction”) escalado como Sam, líder nativo-americano de um grupo clandestino de resistência ao governo anti-mutante.

Desenvolvido por Matt Nix (criador de “Burn Notice”), o projeto terá seu piloto dirigido pelo cineasta Bryan Singer (da franquia “X-Men”). Mas este primeiro episódio ainda precisará ser aprovado pelos executivos da rede para o projeto virar série.

Caso tudo corra como previsto, a expectativa é que o programa estreie na próxima temporada de outono, entre setembro e novembro nos EUA.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna