Donald Trump e Arnold Schwarzenegger voltam a trocar farpas

Donald Trump e Arnold Schwarzenegger voltam a trocar farpas

 

Começou o segundo round. No evento anual conhecido como café da manhã do Dia Nacional da Oração, em que o presidente dos EUA se reúne com representantes religiosos para fazer uma prece, Trump decidiu não orar para a melhoria de vida dos americanos, mas sim para a melhora da audiência de seu antigo programa, “O Aprendiz”, agora apresentado por Arnold Schwarzenegger.

“Eles contrataram uma grande, grande estrela de cinema para tomar o meu lugar e nós sabemos o que aconteceu. Tem sido um desastre e por isso talvez devêssemos rezar pelo Arnold e as suas audiências”, disse o presidente.

O ator e o magnata vêm se estranhando desde a campanha eleitoral, apesar de ambos pertencerem ao partido Republicano. Arnold, inclusive, foi governador da Califórnia, mas declarou que não votaria no candidato de seu partido para presidente.

Rancoroso, Trump já havia atacado a audiência de “O Aprendiz” com Schwarzenegger antes. E levou uma invertida do astro. Desta vez não foi diferente, com outro cruzado de direita.

A resposta de Schwarzegger veio num vídeo postado no Twitter: “Ei, Donald. Tenho uma grande ideia. Por que não trocamos de emprego. Você pega a TV, já que é um especialista em audiência, e eu pego o seu trabalho, assim as pessoas poderão, enfim, dormir confortavelmente outra vez.”

Fim do segundo assalto.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna