Assinantes da Sky precisarão ser compensados pela saída da Fox da operadora

Assinantes da Sky precisarão ser compensados pela saída da Fox da operadora

 

Com a saída do Grupo Fox da Sky, oficializada no fim de semana, sete canais foram retirados dos pacotes de assinatura da operadora.

O colunista do UOL Ricardo Feltrin foi apurar junto a Anatel como fica a situação dos assinantes que perderam os canais Fox, FX, Fox Life, Nat Geo, Nat Geo Wild, Fox Sports e Fox Sports 2. E a resposta é que eles precisarão ser compensados, seja com a oferta de outros sete canais similares (que em tese não existem), com a redução do valor das assinaturas de forma proporcional à diminuição da oferta ou, ainda, com a possibilidade de cancelamento da assinatura, devido à mudança unilateral, sem qualquer tipo de multa.

Segundo a Anatel, em caso de descumprimento destas medidas, a operadora estaria sujeita a um processo administrativo, no qual terá amplo direito de defesa, mas que pode acarretar numa multa, cujo teto é de R$ 50 milhões.

A coluna apurou que o impasse ocorreu porque o Grupo Fox exigiu, para a renovação do contato, que a Sky passasse a remunerar seus canais pelo mesmo valor com que é remunerada por outras operadoras como Net e Oi. Ou seja, o Grupo Fox queria “isonomia” de remuneração. A Sky recusou.

A operadora informou, por meio de sua assessoria, que ainda não tem um posicionamento oficial a respeito das medidas que serão tomadas com os assinantes.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna