Oscar 2017: La La Land iguala recorde de indicações de Titanic

Oscar 2017: La La Land iguala recorde de indicações de Titanic

 

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou na manhã desta terça (24/1) a lista dos indicados ao Oscar 2017. E teve recordes. Com 14 indicações em 13 categorias, o musical “La La Land: Cantando Estações”, de Damien Chazelle, atingiu a maior quantidade de nomeações já conquistadas por um filme, chegando à mesma marca de “Titanic” (1997) e “A Malvada” (1950).

Além disso, Meryl Streep quebrou seu próprio recorde, alcançando sua 20ª indicação. Ela já venceu três vezes e vai concorrer ao Oscar de Melhor Atriz por “Florence: Quem é Essa Mulher?”.

A seleção também registou outro recorde, ao refletir maior diversidade racial que em todos os anos anteriores, com intérpretes negros nas quatro categorias de atuação, inclusão de dois longas dirigidos por negros (“Moonlight” e “Um Limite entre Nós”) na disputa dos Melhores Filmes, a nomeação de quatro documentários de cineastas negros, e sem esquecer das indicações de Melhor Direção e Roteiro para Barry Jenkins (“Moonlight) e August Wilson (postumamente, por “Um Limite entre Nós”).

Outra curiosidade foi o perdão tácito de Hollywood a Mel Gibson. Em desgraça desde que explodiu em surtos antissemitas e misóginos que foram parar na mídia, ele voltou à direção e reconquistou seu prestígio com “Até o Último Homem”, indicado a seis Oscars, inclusive Melhor Filme, Direção e Ator (“Andrew Garfield”).

Apesar da torcida por “Deadpool”, ainda não foi desta vez que uma produção de super-herói superou o preconceito da Academia para disputar o Oscar de Melhor Filme. Para piorar, os melhores lançamentos do gênero em 2016 foram totalmente ignorados nas categorias técnicas. A única produção do gênero lembrada para prêmios foi “Esquadrão Suicida”, que disputa o Oscar de Maquiagem e Cabelos.

A lista é repleta de dramas e, fora dos prêmios técnicos, apenas uma ficção científica foi considerada para a disputa das categorias principais: “A Chegada”, de Denis Villeneuve. Ao todo, o longa recebeu oito indicações. Mas teria faltado a indicação a Melhor Atriz para Amy Adams.

A seleção de atrizes, por sinal, incluiu a francesa Isabelle Huppert, mesmo após seu longa, “Elle”, ter sido barrado da lista de Melhores Filmes de Língua Estrangeira.

Por sinal, a relação dos estrangeiros foi a mais fraca dos últimos anos, repleta de produções de pouca projeção mundial – inclusive com a primeira indicação da Austrália com um filme (“Tanna”) não falado em inglês. Tanto que o longa estrangeiro de maior prestígio do Oscar 2017 concorre em outra categoria. Trata-se de “Fogo no Mar”, de Gianfranco Rosi, vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim do ano passado, indicado ao Oscar de Melhor Documentário.

Para o mercado cinematográfica, a principal novidade foi o destaque obtido por “Manchester à Beira-Mar”. Com seis indicações em categorias de peso, inclusive Melhor Filme e favoritismo na disputa de Melhor Ator (com Casey Affleck), o longa tem produção do Amazon Studios, denotando a chegada do streaming à principal festa do cinema norte-americano.

A propósito, “O Apartamento”, do iraniano Asghar Farhadi, só foi exibido por streaming nos EUA, também pela Amazon. E até a Netflix está na disputa do Oscar, com o documentário “A 13ª Emenda”, de Ava DuVernay.

A 89ª edição da cerimônia acontecerá em 26 de fevereiro, em Los Angeles, com apresentação do comediante Jimmmy Kimmel e transmissão para o Brasil pela Globo e o canal pago TNT.

Confira abaixo a lista completa dos indicados.

Indicados ao Oscar 2017

Melhor Filme
“A Chegada”
“Até o Último Homem”
“Estrelas Além do Tempo”
“Lion: Uma Jornada para Casa”
“Moonlight: Sob a Luz do Luar”
“Um Limite entre Nós”
“A Qualquer Custo”
“La La Land”
“Manchester à Beira-Mar”

Melhor Direção
Dennis Villeneuve (“A Chegada”)
Mel Gibson (“Até o Último Homem”)
Damien Chazelle (“La La Land”)
Kenneth Lonergan (“Manchester à Beira-Mar”)
Barry Jenkins (“Moonlight”)

Melhor Ator
Casey Affleck (“Manchester à Beira-Mar”)
Denzel Washington (“Um Limite entre Nós”)
Ryan Gosling (“La La Land”)
Andrew Garfield (“Até o Último Homem”)
Viggo Mortensen (“Capitão Fantástico”)

Melhor Atriz
Natalie Portman (“Jackie“)
Emma Stone (“La La Land”)
Meryl Streep (“Florence: Quem é essa mulher?”)
Ruth Negga (“Loving”)
Isabelle Huppert (“Elle“ )

Melhor Ator Coadjuvante
Mahershala Ali (“Moonlight”)
Jeff Bridges (“A Qualquer Custo”)
Lucas Hedges (“Manchester à Beira-Mar”)
Dev Patel (“Lion: Uma Jornada para Casa”)
Michael Shannon (“Animais Noturnos”)

Melhor Atriz Coadjuvante
Viola Davis (“Um Limite entre Nós”)
Naomi Harris (“Moonlight”)
Nicole Kidman (“Lion”)
Octavia Spencer (“Estrelas Além do Tempo”)
Michelle Williams (“Manchester à Beira-Mar”)

Melhor Roteiro Original
Damien Chazelle (“La La Land”)
Kenneth Lonergan (“Manchester à Beira-Mar”)
Taylor Sheridan (“A Qualquer Custo”)
Yorgos Lanthimos e Efthymis Filippou (“O Lagosta”)
Mike Mills (“20th Century Woman”)

Melhor Roteiro Adaptado
Barry Jenkins (“Moonlight”)
Luke Davies (“Lion”)
August Wilson (“Um Limite entre Nós”)
Allison Schroeder e Theodore Melfi (“Estrelas Além do Tempo”)
Eric Heisserer (“A Chegada”)

Melhor Fotografia
Bradford Young (“A Chegada”)
Linus Sandgren (“La La Land”)
James Laxton (“Moonlight”)
Rodrigo Prieto (“O Silêncio”)
Greig Fraser (“Lion”)

Melhor Animação
“Kubo e as Cordas Mágicas”
“Moana: Um Mar de Aventuras”
“Minha Vida de Abobrinha”
“A Tartaruga Vermelha”
“Zootopia”

Melhor Filme em Língua Estrangeira
“Terra de Minas” (Dinamarca)
“Um Homem Chamado Ove” (Suécia)
“O Apartamento” (Irã)
“Tanna” (Austrália)
“Toni Erdmann” (Alemanha)

Melhor Documentário
“Fogo no Mar”
“Eu Não Sou Seu Negro”
“Life, Animated”
“O.J. Made in America”
“A 13ª Emenda”

Melhor Edição
“A Chegada”
“Até o Último Homem”
“A Qualquer Custo”
“La La Land”
“Moonlight”

Melhor Edição de Som
“A Chegada”
“Horizonte Profundo: Desastre no Golfo”
“Até o Último Homem”
“La La Land”
“Sully: O Herói do Rio Hudson”

Melhor Mixagem de Som
“A Chegada”
“Até o Último Homem”
“La La Land”
“Rogue One: Uma história Star Wars”
“13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi”

Melhor Desenho de Produção
“A Chegada”
“Animais Fantásticos e Onde Habitam”
“Ave, Cesar!”
“La La Land”
“Passageiros”

Melhores Efeitos Visuais
“Horizonte Profundo: Desastre no Golfo”
“Doutor Estranho”
“Mogli”
“Kubo e as Cordas Mágicas”
“Rogue One: Uma História Star Wars”

Melhor Canção Original
“Audition (The Fools Who Dream)” (“La La Land”)
“Can’t Stop the Feeling” (Trolls”)
“City of Stars” (“La La Land”)
“The Empty Chair” (Jim: The James Foley Story”)
“How far I’ll Go” (“Moana”)

Melhor Trilha Sonora
Micha Levi (“Jackie”)
Justin Hurwitz (“La La Land”)
Nicholas Britell (“Moonlight”)
Thomas Newman (“Passageiros”)

Melhor Cabelo e Maquiagem
“Um Homem Chamado Ove”
“Star Trek: Sem fronteiras”
“Esquadrão Suicida”

Melhor Figurino
“Aliados”
“Animais fantásticos e onde habitam”
“Florence: Quem é essa mulher?”
“Jackie”
“La La Land”

Melhor Curta
“Ennemis Intérieurs”
“La femme et le TGV”
“Silent night”
“Sing”
“Timecode”

Melhor Curta de Animação
“Blind Vaysha”
“Borrowed Time”
“Pear Cider and Cigarettes”
“Pearl”
“Piper”

Melhor Curta de Documentário
“Extremis”
“41 miles”
“Joe’s Violin”
“Watani: My Homeland”
“The White Helmets”

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna