Diego Luna será o novo Scarface do cinema

Diego Luna será o novo Scarface do cinema

 

O ator mexicano Diego Luna (“Rogue One: Uma História Star Wars”) vai ser o protagonista da nova versão de “Scarface”, que está sendo desenvolvida pelo estúdio Universal, informou a revista Variety.

O projeto da refilmagem considerava um protagonista negro ou mexicano. O estúdio pode ter optado pelo segundo após a eleição de Donald Trump, pois a ideia é atualizar a trama para os dias de hoje.

A Universal planeja essa nova versão de “Scarface” há algum tempo, e precisou de quatro revisões de roteiro para finalmente decidir ir em frente. O roteiro original foi escrito por David Ayer (“Esquadrão Suicida”), revisado por Paul Attanasio (“Donnie Brasco”) e ganhou uma terceira versão de Jonathan Herman (indicado ao Oscar 2016 pelo roteiro de “Straight Outta Compton”), antes da chegada de Terence Winter (“O Lobo de Wall Street”) para dar os toques finais na história.

Entretanto, a produção ainda está sem diretor definido. De acordo com a revista Variety, o cineasta Antoine Fuqua, originalmente escalado para dirigir o remake, não está mais no projeto. Ele vai se concentrar na continuação de “O Protetor” (2014), que será filmada ao mesmo tempo.

Inspirada na ascensão de Al Capone, a história já rendeu dois filmes cultuados: o original de 1931, dirigido por Howard Hawks e, segundo a lenda, aprovado pelo próprio Capone, e o remake de 1982, uma versão latina do gângster levada à extremos pelo diretor Brian De Palma.

O enredo de ambas as versões centra-se num imigrante, que procura ascender na sociedade por meio do submundo do crime. No primeiro filme, o personagem principal era um italiano (interpretado por Paul Muni), enquanto na versão dos anos 1980 era um cubano (Al Pacino). Ambos buscavam concretizar seu “sonho americano” através da violência.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna