Aos 17 anos, filha de Johnny Depp recebe primeira indicação ao César, o Oscar francês

Aos 17 anos, filha de Johnny Depp recebe primeira indicação ao César, o Oscar francês

 

Com apenas 17 anos, Lily-Rose Depp, a filha do ator Johnny Depp e da atriz francesa Vanessa Paradis, recebeu sua primeira indicação ao César, o Oscar francês. Ela vai concorrer na categoria de Melhor Revelação do Ano pelo filme “La Danseuse”, de Stéphanie Di Giusto, no qual interpreta a grande bailarina Isadora Duncan.

A jovem atriz nasceu em Paris, em maio de 1999, e é fluente tanto em francês quanto em inglês, o que lhe abre um grande leque de opções. Ela estreou numa produção americana, “Tusk” (2014), terror de Kevin Smith, em que fez uma pequena figuração. E daí vieram convites para vários papéis. Só em 2016 foram três filmes: o trash “Yoga Hosers”, que é continuação de “Tusk”, “La Danseuse” e “Planetarium”, em que viveu a irmã de Natalie Portman.

Como se não bastasse, ela virou garota-propaganda da Chanel. Promovida a modelo no final de 2015, Lily-Rose atingiu o auge da carreira ao conquistar o espaço mais cobiçado pelas profissionais das passarelas há poucas horas. Selecionada para encerrar a Semana da Moda de Paris na noite de terça (24/1), desfilou como a tradicional noiva da Chanel, de braço dado com Karl Lagerfeld, diretor criativo da maison.

Ela deve estar vivendo as 24 horas mais intensas e felizes de sua vida.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna