The Young Pope: Série polêmica estrelada por Jude Law é renovada antes da estreia

The Young Pope: Série polêmica estrelada por Jude Law é renovada antes da estreia

 

Antes mesmo de sua estreia, a série “The Young Pope” conseguiu a renovação antecipada para a 2ª temporada.

Originalmente concebida como minissérie, a atração agradou a seus diversos parceiros internacionais, que decidiram pagar para ver onde a trama é capaz de chegar em mais um ano de produção.

Criada pelo cineasta Paolo Sorrentino, vencedor do Oscar 2014 de Melhor Filme Estrangeiro por “A Grande Beleza”, a série conta a história fictícia do Papa Pio XIII, o primeiro papa americano, que apesar de ser o mais jovem papa da História se revelará o mais conservador e tomará uma série de medidas polêmicas.

Sorrentino desenvolveu o projeto com Umberto Contarello (roteirista de “A Grande Beleza”) e Stefano Rulli (roteirista de “A Bela que Dorme”) e, além de produzir, também dirige o piloto, que será exibido no Brasil em primeira mão na Mostra de São Paulo.

Além de Jude Law (“Sherlock Holmes”) no papel-título, o grandioso elenco internacional da produção ainda inclui Diane Keaton (“O Natal dos Coopers”), Scott Shepherd (“Ponte dos Espiões”), Cécile De France (“O Enigma Chinês”), Javier Cámara (“Viver É Fácil com os Olhos Fechados”), Ludivine Sagnier (“O Dublê do Diabo”), Silvio Orlando (“Um Castelo na Itália”), James Cromwell (“O Artista”), Toni Bertorelli (“O Crocodilo”), Guy Boyd (“Foxcatcher”) e Sebastian Roché (série “The Originals”).

Coproduzida pelo canal pago americano HBO, o britânico Sky e o francês Canal+, a série tem locações no Vaticano, na Itália, nos EUA e na África e é inteiramente falada em inglês para atender ao público internacional.

A estreia está marcada para 27 de outubro no Reino Unido e apenas em fevereiro na HBO americana. Confira um trailer da série aqui.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna