Filme de mais de 100 anos de Georges Méliès é encontrado na República Tcheca

Filme de mais de 100 anos de Georges Méliès é encontrado na República Tcheca

 

Um filme considerado perdido do mestre do cinema francês Georges Méliès (1861-1938), intitulado “Match de Prestidigitation”, foi encontrado no acervo do Arquivo Nacional de Cinema (NFA) de Praga, capital da República Tcheca.

Produzido em 1904, o filme estava em uma lata presenteada ao NFA por um colecionador tcheco. “A lata de filme tinha o título ‘As Transmutações Imperceptíveis’, outra obra de Méliès, mas nosso especialista soube imediatamente que se tratava de outro filme”, explicou o porta-voz do instituto tcheco, Jana Ulipova.

“Com base em uma análise detalhada e nas pesquisas realizadas em vários lugares, como na Biblioteca Nacional da França, podemos afirmar com certeza que se trata de ‘Match de Prestidigitation’, considerado até agora perdido”, acrescentou.

O filme de 2 minutos mostra o pioneirismo de Méliès no uso de efeitos visuais, ao apresentar um mago que se divide em dois e passa a competir consigo mesmo com truques de magia até que, no final, os dois fazem as pazes e voltam a virar um só.

“Em breve vamos projetar este filme nas salas de cinema, dentro do projeto de exibição do conjunto da obra de Méliès”, afirmou ainda o porta-voz.

O NFA de Praga tem em seu acervo 22 filmes de Méliès, “o pai do espetáculo cinematográfico” e inventor de filmes com truques que são os antepassados dos efeitos especiais.

Méliès fez 500 filmes de teor fantástico, mas apenas 40% do conjunto da obra foi conservada. Seu filme mais famoso é “Viagem à Lua” (1902), considerada a primeira ficção científica do cinema. Seu processo criativo inspirou parte da história do filme “A Invenção de Hugo Cabret” (2011), no qual foi vivido por Ben Kingsley.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.