Betty Faria assume fumar maconha e revela ter doença incurável em entrevista

Betty Faria assume fumar maconha e revela ter doença incurável em entrevista

 

A atriz Betty Faria assumiu fazer uso de maconha e revelou sofrer de artrite reumatoide, uma doença autoimune, durante entrevista ao “Programa com Bial”, que foi ao ar na noite de domingo (16/10) no canal pago GNT.

Aos 75 anos, a atriz lembrou que defende a maconha há 20 anos e disse ver hipocrisia na forma como o país trata a droga, que segundo ela não vicia. Betty Faria garante ainda não sentir os efeitos alucinógenos provocados pela erva.

“Eu não considero maconha uma droga, acho que não tem efeito nenhum. Sempre fumei muito e é uma mentira dizer que mexe com memória, porque eu fumei muita maconha e nunca tive problema de memória”, comentou ela, ressaltando ainda que amigas que tomam remédios para dormir não conseguem lembrar suas falas durante gravações.

A droga também ajuda no tratamento de doenças. E a atriz revelou que sofre de um mal sem cura. “Então, eu tenho uma doença que não tem cura, que é artrite reumatoide, autoimune. Mas que sacanagem o corpo fez. Se é autoimune, o corpo fez. Se o corpo fez, como é que não desfaz? Ainda não descobriram”, contou ao entrevistador Pedro Bial.

Em outro momento, a atriz se emocionou ao lembrar do colega José Wilker, morto em 2014.

“Pensei muita coisa hoje tomando banho, sobre os amigos que perdi nos últimos dois anos. E a morte é uma porrada no ego. Enquanto eu vim cantando uma música do Tim Maia, nós atores, com tanto ego, tanta vaidade, somos esquecidos. Nos dois últimos anos perdi meus melhores amigos. Ninguém mais fala do Wilker. E Claudio Marzo, avô da minha neta querida mais velha, meu amigo de vida toda? E Hugo Carvana? E Roberto Talma? As pessoas não falam mais”, lamentou.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.