Rogue One: Spin-off de Star Wars sofre troca de compositor de última hora

Rogue One: Spin-off de Star Wars sofre troca de compositor de última hora

 

Como se os bastidores de “Rogue One: Uma História Star Wars” não estivessem rendendo fofocas suficientes, o compositor francês Alexandre Desplat foi substituído, de última hora, na criação da trilha sonora do filme.

Segundo o The Hollywood Reporter, Michael Giacchino, que assina a trilha da franquia “Star Trek” desde o reboot de 2009, entrou à bordo do projeto para ajudar os rebeldes a combater as forças do Império.

Desplat, que venceu o Oscar pela trilha de “O Grande Hotel Budapeste” (2014), estava escalado para musicar o filme desde o ano passado. Mas as filmagens de cenas adicionais tumultuaram todo o cronograma da produção e podem ter criado conflito de agenda.

As refilmagens de “Rogue One” visariam, segundo rumores, deixar o tom do filme mais leve, após os executivos da Disney desaprovarem o corte inicial apresentado. E uma mudança de compositor ajudaria neste quesito. No entanto, a produtora Kathleen Kennedy e o diretor Gareth Edwards negaram que este teria sido o motivo da inclusão de novas cenas.

Claro, os produtores também podem ter odiado o trabalho de Desplat, já que não houve comentários a respeito da troca.

Giacchino, por sua vez, também tem um Oscar, por “Up – Altas Aventuras” (2009), e já chegou até a aparecer como um Stormtrooper em “Star Wars: O Despertar da Força” (2015), devido à sua amizade com o diretor J.J Abrams. Aquele filme foi musicado pelo autor da trilha clássica original da franquia, John Williams.

A troca tão em cima da hora deixa pouco tempo para o trabalho de criação de Giancchino, uma vez que o filme estreia em apenas três meses. No Brasil, o lançamento acontece em 15 de dezembro.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.