Emmy premia o melhor da televisão americana neste domingo

Emmy premia o melhor da televisão americana neste domingo

 

A 68ª edição anual da premiação da Academia da Televisão dos EUA, os Emmy Awards, acontece neste domingo (18/9), com transmissão ao vivo pela TV e pela internet. O público brasileiro poderá assistir à premiação dos melhores programas e artistas da televisão americana a partir das 20h (horário de Brasília), em transmissão ao vivo pelo canal pago Warner, que terá tradução instantânea, e também pelo próprio canal do Emmy no YouTube.

A cerimônia que anunciará os vencedores contará com apresentação do comediante Jimmy Kimmel (do talk show “Jimmy Kimmel Live!”), que já esteve à frente da premiação de 2012.

O que mais chama atenção na seleção dos indicados deste ano é sua qualidade. Após muitos anos de distanciamento do gosto popular e até mesmo da preferência da crítica, a seleção de 2016 sinaliza que a entrada em cena das plataformas de streaming conspirou para elevar o padrão da disputa. Não é que a Netflix e a Amazon sejam favoritas a dominar a premiação, mas suas séries possibilitaram que atrações da TV paga premium (com assinaturas mais caras e padrão mais elevado) deixassem de ser vistas como exceção para se tornar a regra.

Não por acaso, três séries premium lideram a lista de indicações: “Game of Thrones”, do HBO, e as antologias “American Crime Story: The People v. O.J. Simpson” e “Fargo”, ambas do FX.

Entre as surpresas, está a tardia descoberta de “The Americans”, indicada pela primeira vez em sua 4ª temporada, e de cara a três prêmios, incluindo Melhor Ator e Atriz para Matthew Rhys e Keri Russell.

Assim como “The Americans”, outras séries incensadas pela crítica – e já premiadas no Critics Choice Television Awards – surgem pela primeira vez entre as categorias principais, como “Orphan Black”, num merecido reconhecimento à interpretação de Tatiana Maslani, e “Mr. Robot”, vencedora da mais recente edição do Critics Choice, além do Globo de Ouro 2016.

Entre as comédias, as produções com mais nomeações foram “Veep” e “Silicon Valley”. Ou seja, o canal pago HBO liderou não só na categoria dramática (com “Game of Thrones”), mas também emplacou as duas comédias mais indicadas. Com a ajuda dos telefilmes “All the Way” e “Confirmation”, o canal se estabeleceu como força dominante do Emmy 2016 e padrão pelo qual se passa a medir a qualidade de uma produção televisiva.

Graças a suas antologias, o segundo canal com mais indicações foi o FX, quase empatado com um surpreendente desempenho do serviço de streaming Netflix, que apareceu em 3º lugar, superando todas as redes abertas e os demais canais pagos. Façanha de tirar o chapéu e bastante importante para definir os rumos da “TV” nos próximos anos.

Como a televisão é atualmente mais diversificada que o cinema, o Emmy não teve dificuldades em reunir representantes de diferenças raças em sua seleção, passando ao largo da polêmica que sacudiu o Oscar deste ano. Assim, 21 artistas negros aparecem em 16 categorias de atuação (contra 0 no Oscar). E vale observar que essa diversidade não acontece apenas diante das câmeras, com a inclusão de roteiristas e diretores negros. Não só isso, mulheres diretoras e roteiristas também têm seu espaço na disputa.

Parte dos troféus deste ano já foram entregues, antecipadamente, no fim de semana passado. E na cerimônia do chamado Emmy das Artes Criativas, os prêmios técnicos, deu “Game of Thrones” disparado, com nove vitórias. Com isso, a série bateu um recorde, tornando-se a produção dramática mais premiada da história do Emmy, com 35 troféus conquistados ao longo de sua carreira. Se vencer mais dois troféus neste domingo, empatará com as comédia “Frasier” como a série mais premiada de todos os tempos.

A série do canal pago HBO venceu, inclusive, o principal prêmio “técnico” do Emmy, como Melhor Elenco de Série de Drama. O equivalente de Comédia foi para “Veep”, enquanto “The People v O.J. Simpson: American Crime Story” venceu como Melhor Elenco de Minissérie ou Telefilme.

A premiação das artes criativas também reconheceu os Melhores Atores Convidados. Hank Azaria e Margo Martindale venceram em Drama, por suas participações em “Ray Donovan” e “The Americans”, enquanto Peter Scolari e a dupla Tina Fey e Amy Poehler foram os vitoriosos em Comédia, respectivamente por “Girls” e o programa “Saturday Night Live”.

Já a categoria de Documentário foi dominada pelo Netflix, que venceu Melhor Série (“Making a Murderer”), Melhor Telefilme (“What Happened, Miss Simone?”) e todos os prêmios técnicos (com “Making a Murderer”). Outras vitórias de destaque incluíram “Archer” como Melhor Série Animada e “Grease Live” como Melhor Especial. A lista completa dos premiados pode ser conferida aqui.

Confira abaixo os concorrentes finais deste domingo.

INDICADOS AO EMMY 2016

Melhor série dramática
The Americans
Better Call Saul
Downton Abbey
Game of Thrones
Homeland
House of Cards
Mr. Robot

Melhor atriz em série dramática
Claire Danes – Homeland
Viola Davis – How To Get Away With Murder
Taraji P. Henson – Empire
Tatiana Maslany – Orphan Black
Keri Russell – The Americans
Robin Wright – House of Cards

Melhor ator em série dramática
Kyle Chandler – Bloodline
Rami Malek -Mr. Robot
Bob Odenkirk – Better Call Saul
Matthew Rhys – The Americans
Liev Schreiber – Ray Donovan
Kevin Spacey – House of Cards

Melhor atriz coadjuvante em série dramática
Maura Tierney – The Affair
Maggie Smith – Downton Abbey
Lena Headey – Game of Thrones
Emilia Clarke – Game of Thrones
Maisie Williams – Game of Thrones
Constance Zimmer – UnREAL

Melhor ator coadjuvante em série dramática
Jonathan Banks – Better Call Saul
Ben Mendelsohn – Bloodline
Peter Dinklage – Game of Thrones
Kit Harington – Game of Thrones
Michael Kelly – House of Cards
Jon Voight – Ray Donovan

Melhor direção em série dramática
Michael Engler por Episódio 9 – Downton Abbey
Miguel Sapochnik por “Battle Of The Bastards” – Game of Thrones
Jack Bender por “The Door” – Game of Thrones
Lesli Linka Glatter por “The Tradition Of Hospitality” – Homeland
Steven Soderbergh por “This is All We Are” – The Knick
David Hollander por “Exsuscito” – Ray Donovan

Melhor roteiro em série dramática
Joel Fields e Joe Weisberg por “Persona Non Grata” – The Americans
Julian Fellowes por Episódio 8 – Downton Abbey
David Beniof e D.B. Weiss por “Battle Of The Bastards” – Game of Thrones
Robert King e Michelle King por “End” – The Good Wife
Sam Esmail por “eps1.0_hellofriend.mov (Pilot)” – Mr. Robot
Marti Noxon e Sarah Gertrude Shapiro por “Return” – UnREAL

Melhor série cômica
black-ish
Master of None
Modern Family
Silicon Valley
Transparent
Unbreakable Kimmy Schmidt
Veep

Melhor atriz em série cômica
Julia Louis-Dreyfus – Veep
Amy Schumer – Inside Amy Schumer
Lily Tomlin – Grace And Frankie
Ellie Kemper – Unbreakable Kimmy Schmidt
Tracee Ellis Ross – black-ish
Laurie Metcalf – Getting On

Melhor ator em série cômica
Anthony Anderson – black-ish
Aziz Ansari – Master of None
Will Forte – The Last Man on Earth
William H. Macy – Shameless
Thomas Middleditch – Silicon Valley
Jeffrey Tambor – Transparent

Melhor atriz coadjuvante em série cômica
Niecy Nash – Getting On
Allison Janney – Mom
Kate McKinnon – Saturday Night Live
Judith Light – Transparent
Gaby Hoffmann – Transparent
Anna Chlumsky – Veep

Melhor ator coadjuvante em série cômica
Louie Anderson – Baskets
Andre Braugher – Brooklyn Nine-Nine
Keegan-Michael Key – Key & Peele
Ty Burrell – Modern Family
Tituss Burgess – Unbreakable Kimmy Schmidt
Tony Hale – Veep
Matt Walsh – Veep

Melhor direção série cômica
Aziz Ansari por “Parents” – Master of None
Alec Berg por “Daily Active Users” – Silicon Valley
Mike Judge por “Founder Friendly” – Silicon Valley
Jill Soloway por “Man On The Land” – Transparent
Dave Mandel por “Kissing Your Sister” – Veep
Chris Addison por “Morning After” – Veep
Dale Stern por “Mother” – Veep

Melhor roteiro em série cômica
Rob Delaney e Sharon Horgan por Episódio 1 – Catastrophe
Aziz Ansari e Alan Yang por “Parents” – Master of None
Dan O’Keef por “Founder Friendly” – Silicon Valley
Alec Berg por “The Uptick” – Silicon Valley
David Mandel por “Morning After” – Veep
Alex Gregory e Peter Huyck por “Mother” – Veep

Melhor série limitada (minissérie)
American Crime
Fargo
The Night Manager
American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
Roots

Melhor telefilme
All The Way
Confirmation
Luther
Sherlock: The Abominable Bride
A Very Murray Christmas

Melhor atriz em minissérie ou telefilme
Sarah Paulson – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
Kerry Washington – Confirmation
Kirsten Dunst – Fargo
Felicity Huffman – American Crime
Audra McDonald – Lady Day at Emerson’s Bar & Grill
Lili Taylor – American Crime

Melhor ator em minissérie ou telefilme
Bryan Cranston – All The Way
Benedict Cumberbatch – Sherlock: The Abominable Bride
Idris Elba – Luther
Cuba Gooding Jr. – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
Tom Hiddleston – The Night Manager
Courtney B. Vance – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson

Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou telefilme
Melissa Leo – All The Way
Regina King – American Crime
Sarah Paulson – American Horror Story: Hotel
Kathy Bates – American Horror Story: Hotel
Jean Smart – Fargo
Olivia Colman – The Night Manager

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou telefilme
Jesse Plemons – Fargo
Bokeem Woodbine – Fargo
Hugh Laurie – The Night Manager
Sterling K. Brown – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
David Schwimmer – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
John Travolta – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson

Melhor roteiro em minissérie ou telefilme
Bob DeLaurentis por “Loplop” – Fargo
Noah Hawley por “Palindrome” – Fargo
David Farr por The Night Manager
Scott Alexander e Larry Karaszewski por “From The Ashes Of Tragedy” – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
D.V. DeVincentis por “Marcia, Marcia, Marcia” – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
Joe Robert Cole por “The Race Card” – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson

Melhor direção em minissérie ou telefilme
Jay Roach por All The Way
Noah Hawley por “Before The Law” – Fargo
Susanne Bier por The Night Manager
Ryan Murphy por “From The Ashes Of Tragedy” – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
Anthony Hemingway por “Manna From Heaven” – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson
John Singleton por “The Race Card” – American Crime Story: The People v. O.J. Simpson

Melhor talk show ou programa variedades
Comedians In Cars Getting Coffee
Jimmy Kimmel Live
Last Week Tonight With John Oliver
The Late Late Show With James Corden
Real Time With Bill Maher
The Tonight Show Starring Jimmy Fallon

Melhor programa de esquete e variedades
Documentary Now!
Drunk History
Inside Amy Schumer
Key & Peele
Portlandia
Saturday Night Live

Melhor especial de variedades
Adele Live In New York City
Amy Schumer: Live At The Apollo
The Kennedy Center Honors
The Late Late Show Carpool Karaoke Prime Time Special
Lemonade

Melhor reality show ou programa de competição
The Amazing Race
American Ninja Warrior
Dancing With The Stars
Project Runway
Top Chef
The Voice

Melhor apresentador de reality show
Ryan Seacrest – American Idol
Tom Bergeron – Dancing With The Stars
Jane Lynch – Hollywood Game Night
Steve Harvey – Little Big Shots starring Steve Harvey
Tim Gunn – Project Runway
RuPaul Charles – RuPaul’s Drag Race

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna