Star Trek: Sem Fronteiras estreia em 1º lugar nos EUA

Star Trek: Sem Fronteiras estreia em 1º lugar nos EUA

 

“Star Trek: Sem Fronteiras” teve um pouso tranquilo no topo das bilheterias americanas, faturando US$ 59,6 milhões em seu fim de semana de estreia. Mesmo assim, este foi o voo inaugural mais raso da nave espacial Enterprise desde o reboot de 2008 – os dois filmes anteriores abriram acima dos US$ 70 milhões nos EUA.

A seu favor, o filme contou com críticas bastante positivas (84% de aprovação na média do site Rotten Tomatoes) e encantou o público (nota A- no CinemaScore), o que pode mantê-lo entre os filmes mais vistos nas próximas semanas. Mas o orçamento de US$ 180 milhões torna a produção bastante dependente de seu desempenho internacional. A estreia no Brasil – assim como na China – só vai acontecer em setembro.

O lançamento também comemorou os 50 anos de existência da franquia “Star Trek”, uma marca que poucos títulos conseguem atingir na indústria cultural. “Você pode contar nos dedos de uma única mão as marcas que têm esse tipo de longevidade e viabilidade ao longo do tempo”, disse o analista sênior de mídia da comScore, Paul Dergarabedian.

O resultado da semana empurrou “Pets – A Vida Secreta dos Bichos” e “Caça Fantasmas” para 2º e 3º lugares, respectivamente. O que deixou as demais estreias fora do Top 3.

“Quando as Luzes se Apagam” abriu em 4º lugar com US$ 21,6 milhões. Mas o valor foi comemorado como uma rara vitória da Warner em 2016. Orçado em US$ 4,9 milhões, o filme já sai no lucro e sustenta a fama do cineasta James Wan (“Invocação do Mal”), que produziu o longa, como o novo rei do terror americano. Os filmes de Wan, lançados pela New Line, representam os maiores sucessos do conglomerado Warner neste ano.

Já o 5º lugar de “A Era do Gelo: O Big Bang” ressoou de forma retumbante para a Fox, praticamente decretando o fim da franquia animada. O lançamento derreteu nos cinemas americanos, rendendo apenas US$ 21 milhões, a pior arrecadação de uma continuação animada em cerca de uma década. Seu fracasso também cria grande contraste em relação à performance de outras animações de bichos falantes, que respondem por algumas das maiores bilheterias de 2016.

O Top 10 também revela o repúdio sofrido pela novo artefato sensacionalista de Dinesh D’Souza, “Hillary’s America: The Secret History of the Democratic Party”, que teve seu circuito expandido sem render mais que US$ 3,7 milhões. A ficção política de extrema direita tem o objetivo de atacar Hilary Clinton ao contar a história “secreta” do Partido Democrata, que seria um partido formado por racistas. A abordagem, que recria com atores a era da escravatura e da luta pelos direitos civis, prefere ignorar que o adversário de Hilary na próxima corrida presidencial americana, Donald Trump, não precisa de Hollywood para se mostrar, em discursos dos últimos meses, mais racista e menos interessado em direitos civis que qualquer ficção histérica que seus adversários possam montar.

BILHETERIAS: TOP 10 EUA

1. Star Trek: Sem Fronteiras
Fim de semana: US$ 59,6 milhões
Total EUA: US$ 59,6 milhões
Total Mundo: US$ 89,6 milhões

2. Pets – A Vida Secreta dos Bichos
Fim de semana: US$ 29,3 milhões
Total EUA: US$ 260,7 milhões
Total Mundo: US$ 323,7 milhões

3. Caça-Fantasmas
Fim de semana: US$ 21,6 milhões
Total EUA: US$ 86,8 milhões
Total Mundo: US$ 122,8 milhões

4. Quando as Luzes se Apagam
Fim de semana: US$ 21,6 milhões
Total EUA: US$ 21,6 milhões
Total Mundo: US$ 29,9 milhões

5. A Era do Gelo: O Big Bang
Fim de semana: US$ 21 milhões
Total EUA: US$ 21 milhões
Total Mundo: US$ 199,9 milhões

6. Procurando Dory
Fim de semana: US$ 7,2 milhões
Total EUA: US$ 460,1 milhões
Total Mundo: US$ 781,6 milhões

7. A Lenda de Tarzan
Fim de semana: US$ 6,4 milhões
Total EUA: US$ 115,8 milhões
Total Mundo: US$ 261,5 milhões

8. Os Caça-Noivas
Fim de semana: US$ 4,4 milhões
Total EUA: US$ 40,3 milhões
Total Mundo: US$ 49,4 milhões

9. Hillary’s America: The Secret History of the Democratic Party
Fim de semana: US$ 3,7 milhões
Total EUA: US$ 3,7 milhões
Total Mundo: US$ 3,7 milhões

10. Conexão Escobar
Fim de semana: US$ 3,2 milhões
Total EUA: US$ 12,2 milhões
Total Mundo: US$ 12,2 milhões

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna