Mogli tem estreia esmagadora no topo das bilheterias dos EUA e do mundo

Mogli tem estreia esmagadora no topo das bilheterias dos EUA e do mundo

 

A nova versão de “Mogli, o Menino Lobo”, produção da Disney com animais falantes criados por computação gráfica, surpreendeu as expectativas ao faturar mais de US$ 100 milhões nas bilheterias dos EUA e quase US$ 300 milhões em todo o mundo, em seu fim de semana de estreia.

Recebido com críticas extremamente positivas – 95% de aprovação no site Rotten Tomatoes – , o filme dirigido por Jon Favreau (“Homem de Ferro”) já vinha impressionando com trailers bastante realistas e conquistou aprovação unânime do público – nota A no levantamento do CinemaScore – por seu visual realista, capaz de evocar uma selva imersiva no interior de um estúdio de Los Angeles.

Os US$ 103,5 milhões arrecadados nos primeiros três dias representa a segunda maior bilheteria já atingida por uma estreia no mês de abril nos EUA, atrás apenas do blockbuster “Velozes e Furiosos 7” (US$ 146,2 milhões) no ano passado.

No exterior, o melhor desempenho veio da China, onde o lançamento fez mais de US$ 50 milhões. Na Índia, onde a estreia aconteceu na semana anterior, a produção já atingiu US$ 20 milhões na soma de seus primeiros dez dias, a terceira maior arrecadação de um filme hollywoodiano durante esse período no país.

O 2º lugar da bilheteria norte-americana foi ocupado por outra estreia, “Um Salão do Barulho 3”, que fez US$ 20,2 milhões, o desempenho esperado para a franquia, que nos filmes anteriores abriu na mesma faixa. Além de trazer de volta Ice Cube no papel principal, a comédia destacou a rapper Nicki Minaj como uma das cabeleireiras do novo salão, mas agradou especialmente por incluir discussão social relevante entre suas piadas. A crítica recebeu o lançamento com palmas, com 92% de aprovação no Rotten Tomatoes, uma das melhores notas para uma comédia neste ano.

Já a terceira estreia ampla da semana implodiu. O thriller “Mente Criminosa”, em que um criminoso vivido por Kevin Costner (“3 Dias para Matar”) recebe a mente de um agente secreto, interpretado por Ryan Reynolds (“Deadpool”), fez só US$ 5,8 milhões em 6º lugar. E amargou apenas 26% de aprovação no Rotten Tomatoes.

“A Chefa” comprovou que era fogo de palha com os US$ 10,1 milhões somados em sua segunda semana em cartaz, ficando com o 3º lugar. “Batman vs. Superman: A Origem da Justiça” caiu para o 4º lugar com mais US$ 9 milhões, mas cruzou duas barreiras importantes com sua bilheteria acumulada, ultrapassando os US$ 300 milhões nos EUA e os US$ 800 milhões em todo o mundo. “Zootopia” fecha o Top 5 com mais US$ 8,2 milhões, atingindo assim US$ 882,2 milhões mundiais, a maior bilheteria do ano em todo o mundo.

Para completar, a maior bilheteria por sala da semana ficou com um lançamento em circuito limitado, o suspense indie “Green Room”, exibido em apenas três telas em Los Angeles e Nova York, que rendeu US$ 30 mil por sala, US$ 5 mil acima do desempenho por sala de “Mogli”.

BILHETERIA: TOP 10 EUA

1. Mogli, o Menino Lobo
Fim de semana: US$ 103,5 milhões
Total EUA: US$ 103,5 milhões
Total Mundo: US$ 290,9 milhões

2. Um Salão do Barulho 3
Fim de semana: US$ 20,2 milhões
Total EUA: US$ 296,6 milhões
Total Mundo: US$ 783,4 milhões

3. A Chefa
Fim de semana: US$ 10,1 milhões
Total EUA: US$ 40,3 milhões
Total Mundo: US$ 44,2 milhões

4. Batman vs. Superman: A Origem da Justiça
Fim de semana: US$ 9 milhões
Total EUA: US$ 311,3 milhões
Total Mundo: US$ 827,3 milhões

5. Zootopia
Fim de semana: US$ 8,2 milhões
Total EUA: US$ 307,4 milhões
Total Mundo: US$ 882,2 milhões

6. Mente Criminosa
Fim de semana: US$ 5,8 milhões
Total EUA: US$ 5,8 milhões
Total Mundo: US$ 5,8 milhões

7. Casamento Grego 2
Fim de semana: US$ 3,2 milhões
Total EUA: US$ 52 milhões
Total Mundo: US$ 78,6 milhões

8. Milagres do Paraíso
Fim de semana: US$ 1,9 milhão
Total EUA: US$ 56,9 milhões
Total Mundo: US$ 62,1 milhões

9. Deus Não Está Morto 2
Fim de semana: US$ 1,7 milhão
Total EUA: US$ 16,9 milhões
Total Mundo: US$ 16,9 milhões

10. Decisão de Risco
Fim de semana: US$ 1,5 milhão
Total EUA: US$ 13,1 milhões
Total Mundo: US$ 13,1 milhões

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna