Caitlyn Jenner vai participar da 3ª temporada de Transparent

Caitlyn Jenner vai participar da 3ª temporada de Transparent

 

A premiada série sobre transexualidade “Transparent” terá a participação de Caitlyn Jenner em sua 3ª temporada. Caitlyn, que até junho de 2015 era conhecida como Bruce, atleta que conquistou a medalha de ouro no decatlo nas Olimpíadas de 1976, é também “padrasto” das irmãs Kardashian e pai da modelo Kendall Jenner.

Ela também apareceu em alguns reality shows americanos, como “Keeping up with the Kardashians”, que fez a fama da socialite Kim Kardashian, além de “I am Cait”, que mostra sua transição de Bruce para Caitlyn.

A participação de Caitlyn em “Transparent” foi confirmada pela criadora do programa, a roteirista e diretora Jill Solloway, durante a cerimônia do GLAAD Awards, realizada no último sábado (2/4). O prêmio homenageia produções que promovem a diversidade sexual e de gênero.

Segundo a rede americana ABC, a participação de Caitlyn na série seria “a realização de um sonho” para Jill, que se inspirou na história do próprio pai para criar “Transparent”.

“Somos parte de uma mesma comunidade. Muitas mulheres trans que trabalham na nossa série também participaram do programa dela, ‘I am Cait’. Então, há muitas interseções. Muitas amizades”, disse a produtora.

A série, que não é exibida no Brasil, conta a história de um professor universitário de meia-idade e pai de três filhos, interpretado por Jeffrey Tambor, que assume sua transexualidade e inicia a transição para o gênero feminino. Tambor e Jill Soloway já venceram diversos prêmios pela produção, como o Emmy (Melhor Ator, Direção e Roteiro de Série de Comédia), Globo de Ouro (Melhor Ator de Série de Comédia), além de troféus dos sindicatos dos Atores, Diretores e Produtores de Hollywood.

As gravações da próxima temporada começam na próxima semana e devem ser disponibilizados no serviço de streaming da Amazon no final de 2016.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.