Convergente não tira Zootopia da liderança das bilheterias dos EUA

Convergente não tira Zootopia da liderança das bilheterias dos EUA

 

Maior lançamento do fim de semana nos EUA, “A Saga Divergente: Convergente” não foi capaz de tirar “Zootopia – Essa Cidade É o Bicho” da liderança das bilheterias do país. A animação de bichos falantes da Disney fez mais US$ 38 milhões e se manteve como o filme mais visto da América do Norte pela terceira semana consecutiva.

O sucesso de “Zootopia” tem surpreendido até a própria Disney. Com sua arrecadação atual, o filme já fez mais de US$ 200 milhões nos EUA e está a um dia de atingir US$ 600 milhões em todo o mundo. Para se ter ideia, “Frozen – Uma Aventura Congelante” levou uma semana a mais para chegar nesses números. Além de “Frozen”, apenas “Operação Big Hero” superou US$ 600 milhões em arrecadação, entre todos os lançamentos da história da Disney Animation.

Por sua vez, “A Saga Divergente: Convergente” fez US$ 29 milhões, muito abaixo do desempenho dos dois filmes anteriores da franquia – “Divergente” fez US$ 54,6 milhões em 2014 e “Insurgente” rendeu US$ 52,2 milhões em 2015. Para piorar, foi também o título de pior recepção crítica entre as franquias distópicas que tem sido produzidas em série nos últimos anos, com apenas 10% de aprovação no site Rotten Tomatoes. Até o público parece concordar, dando nota B na pesquisa do CinemaScore (contra notas A de “Divergente” e A- de “Insurgente”).

A Lionsgate, porém, anteviu o problema e tomou iniciativas importantes. Primeiro, antecipou o lançamento no mercado internacional, evitando a contaminação das críticas negativas e o desempenho pífio nos EUA. Resultado disso é que, no Brasil, o filme liderou as bilheterias da semana passada, faturando R$ 10 milhões. A arrecadação brasileira só perdeu para a estreia na França, com US$ 8,1 milhão. Assim, a soma mundial do filme está agora em US$ 82,4 milhões.

O problema é que “Convergente” custou, só em produção, US$ 110 milhões, e já é o segundo fiasco milionário do estúdio em 2016, após a implosão de “Deuses do Egito”. Neste contexto, os produtores foram rápidos em sua segunda iniciativa: demitir o diretor Robert Schwentke, que será substituído por Lee Toland Krieger (“A Incrível História de Adeline”) no último filme da “Série Divergente”, intitulado “Ascendente”, que continua previsto para 2017.

O 3º lugar ficou com outro lançamento, “Milagres do Paraíso”. Distribuído em mais de 3 mil cinemas, fez US$ 18,5 milhões – uma arrecadação por sala relativamente baixa. Embora o baixo rendimento reflita uma certa descrença do público na atual onda de filmes sobre milagres religiosos contemporâneos, seu desempenho não é nem de longe um desastre de proporções bíblicas, já que custou apenas US$ 13 milhões e se pagará, a princípio, com uma bilheteria na casa dos US$ 35 milhões, algo que nem depende de muita fé para se tornar realidade.

O Top 5 tem ainda “Rua Cloverfield, 10”, que chegou a US$ 45 milhões em dez dias nos EUA, e “Deadpool”, que aumentou seu recorde de arrecadação para US$ 340 milhões no mercado doméstico. Para se ter ideia, o filme de censura “R” (para maiores de 17 anos) agora só perde para quatro lançamentos PG-13 (para maiores de 13 anos) da Marvel: “Vingadores” (2012), “Vingadores: Era de Ultron” (2015) e “Homem de Ferro 3” (2013), além dos dois primeiros “Homem-Aranha” da Sony. Em todos os tempos.

No mercado mundial, “Deadpool” chegou a impressionantes US$ 730 milhões, o que o deixa a apenas US$ 17 milhões de superar “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido” (2014) e assumir a condição de filme de super-herói mais bem-sucedido do estúdio 20th Century Fox. Vale observar que ele também é o mais autoral e radical de todos esses filmes citados.

BILHETERIA: TOP 10 EUA

1. Zootopia
Fim de semana: US$ 38 milhões
Total EUA: US$ 201,8 milhões
Total Mundo: US$ 591,7 milhões

2. A Série Divergente: Convergente
Fim de semana: US$ 29 milhões
Total EUA: US$ 29 milhões
Total Mundo: US$ 82,4 milhões

3. Milagres do Paraíso
Fim de semana: US$ 18,5 milhões
Total EUA: US$ 18,5 milhões
Total Mundo: US$ 18,5 milhões

4. Rua Cloverfield, 10
Fim de semana: US$ 12,5 milhões
Total EUA: US$ 45,1 milhões
Total Mundo: US$ 52,3 milhões

5. 5. Deadpool
Fim de semana: US$ 8 milhões
Total EUA: US$ 340,9 milhões
Total Mundo: US$ 730,6 milhões

6. Invasão a Londres
Fim de semana: US$ 6,8 milhões
Total EUA: US$ 50 milhões
Total Mundo: US$ 50 milhões

7. Uma Repórter em Apuros
Fim de semana: US$ 2,8 milhões
Total EUA: US$ 19,2 milhões
Total Mundo: US$ 19,2 milhões

8. The Perfect Match
Fim de semana: US$ 1,9 milhão
Total EUA: US$ 7,3 milhões
Total Mundo: US$ 7,3 milhões

9. 5. Irmão de Espião
Fim de semana: US$ 1,4 milhão
Total EUA: US$ 5,9 milhões
Total Mundo: US$ 22,6 milhões

10. O Regresso
Fim de semana: US$ 1,2 milhão
Total EUA: US$ 181,1 milhões
Total Mundo: US$ 483,1 milhões

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna