ABC anuncia renovação de Agents of SHIELD, mas não de Agent Carter

ABC anuncia renovação de Agents of SHIELD, mas não de Agent Carter

 

A rede americana ABC completou sua lista de renovações, confirmando a continuidade de suas séries mais populares. Após um anúncio inicial, que tirou a aflição dos fãs de “Quantico”, “Once Upon a Time”, “Fresh Off the Boat” e “The Goldbergs”, produções de audiência média, a emissora liberou a continuidade de seus campeões de público.

A lista inclui as três séries produzidas por Shonda Rhimes, “Grey’s Anatomy” (vai para sua 13ª temporada), “How to Get Away With Murder” (3ª temporada) e “Scandal” (6ª temporada). Vale lembrar que, ainda neste mês, a produtora ganhará sua quarta atração: “The Catch”, que estreia no dia 24 de março.

A última série dramática da lista é “Agents of SHIELD” (4ª temporada), o que torna sombrio o destino de “Agent Carter”, cuja 2ª temporada encerrou-se em 1 de março num cliffhanger.

Entre as comédias, foram renovadas as veteranas “Modern Family” (8ª temporada) e “The Middle” (8ª temporada), além da mais recente “Black-ish” (3ª temporada).

Somando as quatro anteriormente renovadas, a ABC irá retomar 11 séries na próxima temporada. O número pode aumentar se a oferta dos pilotos encomendados não agradar aos executivos da emissora.

As séries que não tiveram renovação anunciada tem até maio para torcer por uma reviravolta. Maio é o mês em que acontecem os upfronts, eventos em que as redes anunciam suas programações para a próxima temporada.

Além de “Agent Carter”, estão momentaneamente no limbo as produções de “The Muppets”, “Nashville”, “Dr. Ken”, “Last Man Standing”, “Galavant”, “American Crime” e até a veterana “Castle”, atualmente em sua 8ª temporada.

Os cancelamentos 100% confirmados pela ABC, por enquanto, são apenas “Blood and Oil” e “Wicked City”, estreias de 2015 que não agradaram em seus episódios iniciais.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna