Último filme da franquia Divergente perde seu diretor

Último filme da franquia Divergente perde seu diretor

 

O diretor Robert Schwentke está de saída da franquia “Divergente”. Após dirigir o segundo e terceiro capítulo, intitulados “Insurgente” e “Convergente”, ele não vai participar da filmagem do último longa, “Ascendente”.

Segundo o site Variety, houve conflito de agendas, após o estúdio Lionsgate mudar a data de lançamento do final da saga, atrasando a estreia em quase três meses – de 24 de março para 9 de junho de 2017.

A Lionsgate se recusou a comentar a saída de Schwentke, que teria tomado a iniciativa de se afastar para não ficar até 2017 sem poder realizar outros projetos, envolvido em trabalhos contínuos da franquia. Atualmente, ele acompanha a pós-produção de “Convergente”, que chega aos cinemas brasileiros em 17 de março.

Sua saída representa a segunda mudança de diretor nos filmes de “Divergente”. Neil Burger comandou o primeiro longa e foi substituído por Schwentke a partir do segundo. Ainda não há informações sobre quem será o cineasta responsável pelo quarto filme, que encerrará a franquia.

As filmagens de “Ascendente” estão previstas para começarem em Atlanta durante o verão dos EUA (entre junho e agosto).

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.