Terror e Sci-fi marcam novos projetos da rede americana CW

Terror e Sci-fi marcam novos projetos da rede americana CW

 

Além de “Riverdale” e “No Tomorrow”, a rede americana CW encomendou mais quatro pilotos de séries novas, todos de temática fantasiosa e centrados em protagonistas femininas.

Entre as novas opções, destaca-se uma versão do filme “Alta Frequência” (2000). Desenvolvido por Jeremy Carver (criador da série “Being Human”), “Frequency” vai acompanhar uma policial que entra em contato, pelo rádio, com seu pai falecido. Policial veterano, ele a ajuda a resolver um caso, mas isso cria um efeito borboleta no presente.

O filme original (imagem acima) contava a história de um policial (Jim Caviezel, da série “Person of Interest”) que consegue se comunicar com o pai (Dennis Quaid, de “A Qualquer Preço”), um bombeiro falecido há 30 anos, por meio de um rádio amador. Conforme o pai o ajuda a desvendar um mistério, o policial tenta salvar a vida dele no passado.

Também lidando com o sobrenatural, “Transylvania” vai se passar em 1880 e acompanhar a busca de uma mulher por seu pai desaparecido, que a leva de Nova York até a Transilvânia, na Romênia, onde se junta a um detetive descreditado da Scotland Yard para testemunhar o nascimento dos monstros e vilões mais famosos da história. Criação de Hugh Sterbakov (série “Frango Robô”), o projeto tem produção da equipe de “Zoo”, Jeff Pinkner, Josh Appelbaum, Andre Nemec e Scott Rosenberg.

Há um terceiro projeto sobrenatural, ainda sem título, desenvolvido por Kevin Williamson (criador das séries “The Vampire Diaries” e “The Following”). A trama gira em torno de uma jovem, que começa a experimentar fenômenos paranormais e busca ajuda de um parapsicólogo. Trata-se do terceiro piloto de Williamson na temporada, após as encomendas do thriller de espionagem “Recon” na Fox e a sci-fi de viagem no tempo “Time After Time” na ABC. O diretor David Nutter (dos episódios mais falados de “Game of Thrones”) vai comandar o novo piloto, com a intensão de manter sua fama de sempre aprovar os projetos que assina – desde “Space: Above and Beyond”, em 1995!

Outro projeto sem título vai combinar mistério e sci-fi. Criado por Doris Egan (roteirista-produtora de “Dark Angel”, “Tru Calling”, “Torchwood” e “Black Sails”), a trama acompanha a chegada de uma equipe de exploradores na primeira colônia humana de Marte, apenas para encontrar o acampamento vazio. Liderados por uma mulher, cujo marido está entre os desaparecidos, eles precisam se adaptar à surpresa, mudando sua missão para investigar e sobreviver ao que quer que tenha acontecido. O piloto está sem título porque, originalmente, deveria se chamar “Colony”, mas outra série com este nome tomou a sua frente e já entrou no ar.

Caso alguma dessas séries seja aprovada, o CW terá que encontrar espaço em sua programação, substituindo as atrações que lutam com audiências baixas. No ano passado, o canal chamou a atenção por ter sido o que menos fez cancelamentos na temporada – apenas dois: “Hart of Dixie” e a estreante “The Messengers” – , mas já em novembro anunciou que a renovação de “Beauty and the Beast” seria para sua última temporada.

Atualmente, as séries de menor audiência do CW incluem as duas mais premiadas, as comédias “Crazy Ex-Girlfriend” (média de 878 mil telespectadores) e “Jane the Virgin” (1 milhão), além de “The Originals” (985 mil), o drama de época “Reign” (1 milhão) e – surpresa! – “The Vampire Diaries” (1,2 milhão). Recentemente, Mark Pedowitz, presidente do CW, disse que só cancelaria “The Vampire Diaries” se os intérpretes dos irmãos Salvatore, Paul Wesley e Ian Somerhalder, lhe pedissem.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna