Atriz de True Blood vai enfrentar vampiros na série Van Helsing

Atriz de True Blood vai enfrentar vampiros na série Van Helsing

 

O canal pago americano Syfy anunciou a contratação de Kelly Overton, que viveu uma lobisomem sexy em “True Blood”, como a matadora de vampiros da série “Van Helsing”. Ela será Vanessa Helsing, filha do lendário caçador de monstros, criado por Bram Stoker em seu célebre romance gótico “Drácula”, de 1897.

“’Van Helsing’ reimagina a história clássica de uma forma cativante, trazendo uma heroína complexa e corajosa como destaque”, pontuou Chris Regina, vice-presidente de Estratégias de Programa do Syfy, insinuando que a emissora vai seguir a tendência das novas produções estreladas por mulheres fortes em 2015, casos de “Supergirl”, “Quantico” e “Blindspot”, por exemplo.

A trama vai acompanhar Vanessa, que é ressuscitada em 2020 e descobre que os vampiros tomaram conta do planeta — e que ela possui um poder único sobre eles. Assim, a herdeira de Van Helsing se torna a última esperança da humanidade para recuperar o mundo destes seres sanguinários.

O elenco também inclui Jonathan Scarfe (série “Hell on Wheels”) como Axel, um oficial da Marinha com experiência em enfrentar vampiros, Christopher Heyerdahl (“Saga Crepúsculo”) como Sam, sobrevivente da insurreição de vampiros, Paul Johansson (série “Mad Men”) como Dimitri, um vampiro que havia se transformado antes da insurreição e que agora atua como o líder de sua espécie, David Cubitt (série “Ray Donovan”) como John, outro sobrevivente, Tim Guinee (série “Homeland”) como o líder de uma tropa de elite, e Vincent Gale (série “Bates Motel”) como Flesh, um vampiro que bate de frente com Vanessa.

Pouco inovadora, a premissa lembra filmes B recentes, como “2019 – O Ano da Extinção” (2009) e “Padre” (2011). Mas também pode ser resumida como “Dominion” com vampiros, em referência à série de anjos apocalípticos recentemente cancelada pelo SyFy.

A produção tampouco inova ao escolher como protagonista uma herdeira do famoso matador de vampiros. A Marvel introduziu Rachel Van Helsing, bisneta do caçador de monstros, em 1972, nos quadrinhos de “A Tumba do Drácula”, que também revelaram o personagem Blade. No mesmo ano, a Hammer lançou o filme “Drácula no Mundo da Minissaia” (1972), que trouxe o vampiro para os “dias de hoje” e mostrou os descendentes de seu maior inimigo, entre eles a jovem Jessica Van Helsing (Stephanie Beacham).

A nova série foi desenvolvida pelo cineasta Neil LaBute (“Morte no Funeral”), que, por sinal, já tem experiência negativa com personagens do universo gótico popularizados pelo estúdio Hammer. Ele foi responsável por “O Sacrifício” (2006), remake do terror clássico “O Homem de Palha” (1973), que marcou o início da decadência do ator Nicolas Cage. Sem abandonar a carreira no cinema, LaBute vem se aventurando pelas séries nos últimos anos, tendo escrito cinco episódios do western “Hell on Wheels” e criado a comédia “Billy & Billie”.

“Van Helsing” terá uma 1ª temporada de 13 episódios produzida pela Nomadic Pictures, produtora responsável por “Fargo” e “Hell on Wheels”. As gravações começam na segunda (22/2) para uma estreia na próxima temporada de outono (entre setembro e novembro) nos EUA.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna