Nicolas Cage devolve cabeça de dinossauro roubada para a Mongólia

Nicolas Cage devolve cabeça de dinossauro roubada para a Mongólia

 

O ator Nicolas Cage concordou em entregar às autoridades dos Estados Unidos um raro crânio de dinossauro, que ele havia comprado por US$ 276 mil de uma galeria. A peça era roubada e será devolvida ao governo da Mongólia.

Segundo seu assessor de imprensa, a decisão foi tomada após um procurador público de Nova York ter entrado com uma queixa de confisco civil na semana passada, visando tomar posse do fóssil de Tyrannosaurus bataar e repatriá-lo para seu país de origem.

A ação não especifica o nome de Cage como o proprietário, mas o assessor de imprensa do ator confirmou que ele tinha comprado o crânio em março de 2007 de uma galeria de Beverly Hills, a IM Chait. Diante da descoberta de que se tratava de um fóssil roubado, Cage se antecipou e procurou os meios para devolver o crânio.

O ator não é acusado de nenhum delito. Ao adquirir o objeto, num leilão em que venceu lances de Leonardo DiCaprio, ele recebeu um certificado de autenticidade da galeria. Entretanto, começou a desconfiar de que tinha sido enganado ao ser contatado por autoridades norte-americanas em julho de 2014, que suspeitavam que sua compra poderia ser receptação de mercadoria roubada.

Depois de investigações que comprovaram que o crânio, de fato, tinha sido levado ilegalmente da Mongólia, ele concordou em entregá-lo.

Nicolas Cage, por sinal, vai passear pela pré-história em breve, como dublador da continuação do longa animado “Os Croods”, que tem estreia prevista para 2017.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna