Esconder identidade do vilão de Além da Escuridão – Star Trek foi um erro, admite roteirista

Esconder identidade do vilão de Além da Escuridão – Star Trek foi um erro, admite roteirista

 

O roteirista Damon Lindelof finalmente admitiu que foi um erro tentar enganar o público, escondendo a verdadeira identidade do vilão de “Além da Escuridão – Star Trek”. Em entrevista ao site Variety, ele assumiu que este equívoco prejudicou o filme, já que ninguém comprou o mistério.

“Quando nós fizemos ‘Além da Escuridão – Star Trek’, decidimos que não íamos contar às pessoas que Benedict Cumberbatch estava interpretando Khan. E isso foi um erro, porque o público disse: ‘Nós sabemos que ele esta interpretando o Khan’. Por isso que foi um erro”.

Como Hollywood não aprende com seus erros, o mesmo aconteceu recentemente com “007 Contra Spectre”, a respeito da identidade do vilão interpretado por Christoph Waltz.

Por outro lado, Lindelof defende que, em alguns casos, manter segredo sobre um detalhe importante da trama pode funcionar. Como, por exemplo, o destino de Luke Skywalker (Mark Hamill) no vindouro “Star Wars – O Despertar da Força”, dirigido por JJ Abrams, o mesmo diretor de “Além da Escuridão – Star Trek”.

“JJ não está contando nada sobre o novo filme de ‘Star Wars’ e nós amamos isso”, avalia o roteirista. “Nós não encontramos ninguém que diga: ‘Eu gostaria de saber mais’. Nossa reação é: ‘Graças a Deus que ele está nos protegendo de todas as coisas que serão reveladas na sala de cinema'”.

Lindelof, felizmente, não escreveu “Star Wars – O Despertar da Força”. O roteiro é do próprio Abrams em parceria com o veterano da franquia Lawrence Kasdan (“O Império Contra-Ataca”). A estreia está marcada para 17 de dezembro no Brasil.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.