Doutor Estranho: Produtor detalha os papeis de Mads Mikkelsen e Rachel McAdams

 

Além das fotos de Benedict Cumberbatch (“O Jogo da Imitação) como Doutor Estranho, a revista Entertainment Weekly destacou em sua nova edição uma entrevista com Kevin Feige, presidente do Marvel Studios, sobre o novo filme de super-herói. Embora tente não revelar muito, o executivo abordou os papeis de Mads Mikkelsen (série “Hannibal”) e Rachel McAdams (“Questão de Tempo”), que ainda não foram oficialmente identificados na produção.

Sem dar nomes aos personagens, ele confirmou que Mads interpretará o vilão principal, o que deixa o Barão Mordo vivido por Chiwetel Ejiofor (“Perdido em Marte”) como rival secundário do herói.

Segundo Feige, Mikkelsen viverá outro mago, rival da Anciã, interpretada por Tilda Swinton (“O Grande Hotel Budapeste”). “O personagem de Mads é um feiticeiro que cria sua própria seita”, descreveu o executivo. “Ele acredita que a Anciã quer apenas proteger seus próprios poderes e que o nosso mundo poderia ser melhor se fosse permitido que algumas dessas coisas mágicas, mas assustadoras, entrassem nele”.

Vários personagens poderiam se encaixar nesse perfil, mas não o favorito dos fanboys, Dormammu, que veio de outra dimensão para se tornar o principal antagonista do herói nos quadrinhos.

Sem a presença de Dormammu, também não há Clea, a poderosa namorada do Doutor Estranho, vinda da mesma dimensão maligna. Assim, caem por terra os boatos sobre a participação de McAdams como a personagem. A atriz, na verdade, interpretará uma personagem cujas características se aproximam a de Linda Carter, também conhecida como Enfermeira Noturna.

Segundo Feige, McAdams “intepreta uma colega cirurgiã que tem uma história com Estranho e serve meio como o elo de ligação de sua vida antiga, depois que ele assume o papel de feiticeiro. Ela é alguém com quem ele se conecta no começo e o ajuda a se reconectar com sua humanidade”.

O produtor executivo Stephen Broussard acrescentou que “Rachel McAdams é a parte contemporânea do filme nos dias atuais de New York, antes e depois do Doutor embarcar nessa jornada louca. Então, ela o vê antes disso e depois (de virar super-herói). Ela é o ponto de vista do público”.

Vale observar que, apesar do nome “Enfermeira Noturna”, Linda Carter acabou se tornando uma médica nos quadrinhos e teve um relacionamento com o Doutor Estranho. Para completar, o nome da personagem seria usado na série “Demolidor”, mas a Marvel proibiu, devido à planos para Linda Carter no cinema – o papel acabou virando Claire Temple na série. Tudo indica, portanto, que esta é realmente a identidade de McAdams no Filme.

Mesmo assim, Feige deixa aberta a porta para a chegada de Dormammu e Clea, ao falar de “outras dimensões” em relação à trama.
“Vamos guiar nossos espectadores para uma espécie de multiverso, outras dimensões. Existem coisas incríveis lá fora, maravilhas que eu espero que, visualmente, sejam extremamente interessantes e originais para este filme. Mas também existem coisas muito assustadoras nessas outras dimensões”, alertou.

Com roteiro de C. Robert Cargill (“A Entidade”) e Thomas Dean Donnelly (do remake de “Conan, o Bárbaro”) e direção de Scott Derrickson (“A Entidade”, “Livrai-Nos do Mal”), “Doutor Estranho” está em plena produção e tem sua estreia marcada para o dia 3 de novembro no Brasil.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.