Séries derivadas de X-Men têm pilotos encomendados

Séries derivadas de X-Men têm pilotos encomendados

 

A Fox encomendou o piloto de duas séries derivadas do universo dos quadrinhos dos X-Men, baseadas nos personagens Legião e Clube do Inferno. O anúncio indica que Marvel e Fox conseguiram entrar em acordo, após diversas brigas de bastidores – com a Marvel cancelando a revista do Quarteto Fantástico para não promover o filme do estúdio rival.

Para demonstrar o apaziguamento, as séries serão produzidas pelo cineasta Bryan Singer, o roteirista Simon Kimberg e a produtora Lauren Shuler Donner (todos da franquia “X-Men”) em parceria com o executivo da Marvel Jeph Loeb (“Agents of SHIELD” e “Demolidor”).

A série “Legion” (título original) vai contar a história de David Haller, diagnosticado como esquizofrênico, que após passar por vários hospitais psiquiátricos começa a acreditar que as vozes e as visões que o perseguem são reais. E são mesmo, pois, na verdade, ele é filho do mutante Charles Xavier, fundador dos “X-Men” e um dos maiores telepatas do mundo.

O filho esquizofrênico do Professor X foi criado por Chris Claremont (responsável pelos quadrinhos originais de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”) em 1985, na revista dos Novos Mutantes. Mas a série deve ter como base a revista “X-Men Legacy”, que explora melhor o personagem.

O episódio piloto de “Legion” será escrito por Noah Hawley (criador da série “Fargo”) para o canal pago FX.

A outra série, “Hellfire”, vai se focar no Clube do Inferno, sociedade de supervilões milionários, também criada por Chris Claremont, que encontrou sua inspiração num episódio da série britânica dos anos 1960 “Os Vingadores”. Assim como naquela série e no filme “X-Men: Primeira Classe” (2011), que apresentou o grupo no cinema, o piloto também vai se passar nos anos 1960. A trama acompanhará um jovem agente especial que investiga uma mulher com habilidades extraordinárias que trabalha para uma sociedade clandestina de ricaços.

“Hellfire” está sendo desenvolvido pelos roteiristas Patrick McKay e JD Payne (ambos envolvidos no remake de “Flash Gordon”). E, além dos executivos citados de “X-Men” e da Marvel, contará com produção de Evan Katz e Manny Coto (ambos da série “24 Horas”) para o canal Fox.

Os dois pilotos precisam ser aprovados para “Legion” e/ou “Hellfire” virarem série.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna